Saldo negativo entre exportações e importações reflete estagnação da economia nos Açores

O boletim trimestral do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) refere uma diminuição de 1,7% das exportações, em termos homólogos, e também das importações, que sofreram uma redução de 26,6% em termos homólogos, traduzindo-se num saldo negativo de 22,4 milhões de euros.

Segundo o SREA, exportações de bens atingiram 18,2 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, enquanto as importações chegaram aos 40,6 milhões de euros.

No boletim trimestral, sublinha-se ainda que, relativamente aos países extracomunitários, os Açores registaram um saldo negativo de 7,8 milhões de euros — 6,6 milhões de euros de exportação contra 14,5 milhões de euros de importação. Neste trimestre, o comércio internacional é sobretudo intra-União Europeia — 64,3% na entrada e 63,5% na saída.

Quanto aos grupos de produtos transacionados, os que representam a maior percentagem são os produtos alimentares e bebidas, quer na entrada (57,2%), quer na saída (64,5%). Mas, na saída, é de destacar o peso dos produtos da pesca, 15,3%, representando 2,8 milhões de euros, refere o SREA.

Saíram da Região, no primeiro trimestre deste ano, 1850 toneladas de conservas com um valor de 12,6 milhões de euros, representando, relativamente ao mesmo período de 2016, uma diminuição de 0,7% no peso e um aumento de 19,2% no valor. Quanto aos países de destino, 45,3% do valor das conservas saídas (ou seja 6,7 milhões de euros) foi para o resto do país e 35,7% para a União Europeia (isto é 4,1 milhões de euros).

No período em análise, foram também vendidas 53 mil toneladas de produtos lácteos, com 88,2% destes produtos a serem comercializados para fora dos Açores, correspondendo a um valor de 62,2 milhões de euros (91,4% da faturação). A saída representa, face ao trimestre homólogo, um aumento de 3% em valor e de 1,2% em peso. O queijo é o produto com maior faturação (44,6%) com 29 milhões de euros, e o leite o produto com maior volume comercializado (69,6%) com 37 mil toneladas.

Por via aérea, no primeiro trimestre deste ano, saíram dos Açores 356,5 toneladas de peixe fresco, o que corresponde a uma diminuição de 18% face ao trimestre homólogo.

Saíram dos Açores 1643 toneladas de Carne de Bovino, correspondendo a 7803 animais, o que corresponde a um decréscimo de 24,3% e 20,6%, em peso e número de animais respetivamente, face ao trimestre homólogo.

 

 

 

 

Foto: Direitos Reservados

AO Online/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/saldo-negativo-entre-exportacoes-e-importacoes-reflete-estagnacao-da-economia-nos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.