Região despendeu mais de quatro milhões de euros na deslocação de doentes em 2016

O Governo dos Açores informou esta semana que foram despendidos, durante o ano de 2016, 4.334.600 euros com a deslocação de doentes e acompanhantes, das ilhas sem hospital para Unidades Hospitalares do Serviço Regional de Saúde.

Em resposta a um requerimento apresentado pelo grupo parlamentar do Bloco de Esquerda, o executivo açoriano revela que este é um valor estimado, devido a ainda decorrer o fecho definitivo das Contas de Gerência das Unidades de Saúde de Ilha (USI).

O Governo Regional explica que estas deslocações justificaram-se devido à realização de consultas e meios complementares de diagnóstico, sendo que a despesa com os acompanhantes “não é individualizada contabilisticamente”, atendendo a que se tratam de “processos de deslocação referenciados ao doente”, onde a existência de acompanhante depende de “critérios clínicos” ou decorre da legislação aplicável, fazendo parte deles.

Questionado pelo BE sobre qual o valor estabelecido por consulta a cada médico especialista que se desloque a ilhas sem hospital, o executivo regional remete para a Portaria nº4/2014, de 29 de janeiro, onde é estipulado, no seu Artigo 7º, que “os profissionais de saúde deslocados no regime de trabalho acrescido serão remunerados pelo valor de 14,75€ por consulta”.

 

Custos anuais relativos às deslocações de utentes do Serviço Regional de Saúde para consultas de especialidade a ilhas com hospital

 

Portaria N.º 4/2014 de 29 de Janeiro

 

 

Foto: Direitos Reservados

+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/regiao-despendeu-mais-de-quatro-milhoes-de-euros-na-deslocacao-de-doentes-em-2016/