PSD quer relatório anual do acordo de utilização da Base das Lajes na Assembleia da República

Os deputados do PSD/Açores entregaram hoje, na Assembleia da República (AR), um Projeto de Resolução para que o Governo remeta à AR um relatório anual referente ao cumprimento do acordo de utilização da Base das Lajes e respetivos processos negociais.

Berta Cabral e António Ventura pretendem que o Governo proceda às diligencias necessárias para salvaguardar o interesse de Portugal e dos Açores no contexto da utilização da Base das Lajes pelos EUA.

Os social democratas referem que o “BE e o PCP, sendo partidos que suportam o Governo, são contra a presença de forças militares dos Estados Unidos na Base das Lajes” o que manifesta uma preocupação para Portugal e para os Açores, atendendo também ao facto que a Base das Lajes é igualmente uma base da NATO.

Os deputados açorianos apontam que “no quadro bilateral de relacionamento com os Estados Unidos da América, Portugal não pode espelhar uma posição de fragilidade negocial, por via deste suporte parlamentar”.

Consideram os parlamentares que a “Assembleia da República seja munida de informação periódica sobre a evolução das negociações com os Estados Unidos da América e/ou outros eventuais países, como seja a República Popular da China”.

Para Berta Cabral e António Ventura a “localização geográfica dos Açores tem contribuído decisivamente para uma profunda relação de amizade, histórica e cultural entre os Estados Unidos da América e Portugal”.

Entre o primeiro acordo internacional celebrado sobre a Base das Lajes entre Portugal e a Inglaterra em 1943 e o último acordo entre Portugal e os Estados Unidos da América assinado em 1995, tem sido evidente a importância da posição geoestratégica dos Açores.

Os deputados recordam que “os Açores configuram um relevante e insubstituível epicentro na geopolítica internacional”, mencionando que “tanto, é assim, que o Acordo de Cooperação e Defesa entre a República Portuguesa e os Estados Unidos da América, Técnico e Laboral, acima de tudo, materializa as vantagens do papel central que os Açores desempenham no quadro transatlântico, afirmando Portugal e projetando os Estados Unidos no mundo”.

Berta Cabral e António Ventura concluem aludindo que a “localização dos Açores no planeta assume uma condição que tem despertado a atenção da “política geográfica” global, motivo pelo qual estamos referenciados no mapa-mundo por grandes potências, blocos ou grupos de Países, como fazendo parte de uma atual ou futura estratégia”.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/psd-quer-relatorio-anual-do-acordo-de-utilizacao-da-base-das-lajes-na-assembleia-da-republica/