PPM acusa PS de “manter a injustiça” que afeta os motards açorianos

EstêvãoA representação parlamentar do Partido Popular Monárquico (PPM), na Assembleia Legislativa dos Açores, acusou o Partido Socialista de manter a injustiça que afeta os motards açorianos, ao inviabilizar a alteração ao regime de periodicidade da inspeção dos motociclos e dos ciclomotores na Região.

“O Partido Socialista, que detém maioria absoluta no parlamento dos Açores, votou contra a proposta do PPM para acabar com a injustiça que afeta os motards açorianos, sendo assim o responsável pela manutenção das inspeções anuais aos motociclos e ciclomotores nos Açores”, refere Paulo Estêvão em comunicado.

A iniciativa da representação parlamentar do PPM propunha a alteração ao regime em vigor, concretamente na periodicidade das inspeções aos motociclos e ciclomotores que passavam a ser quatro anos após a data da primeira matrícula e em seguida de dois em dois anos.

Paulo Estêvão lembrou que o Governo Regional se tinha “comprometido a alterar esta legislação até ao final do ano 2015. Como não o fez o PPM avançou com a proposta descrita”.

“O PPM compromete-se a voltar a apresentar a proposta agora inviabilizada pelo PS logo no início da próxima legislatura”, conclui o parlamentar.

 

 

 

 

GI PPM/+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/ppm-acusa-ps-de-manter-a-injustica-que-afeta-os-motards-acorianos/