PCP quer conhecer execução da responsabilidade dos EUA na ilha Terceira

A representação parlamentar do PCP na Assembleia Legislativa dos Açores questionou hoje o executivo regional sobre a execução das medidas da responsabilidade dos Estados Unidos da América (EUA) para a revitalização da economia da ilha da Terceira.

No âmbito da discussão do debate de urgência “Acordo da Base das Lajes e as medidas de compensação do downsizing”, João Corvelo defendeu que o Estado Português não pode simplesmente aceitar esta fraca execução, “sem assumir as suas responsabilidades”.

O parlamentar recordou ainda que a ilha Terceira e a Região Autónoma dos Açores “não recebem qualquer compensação pela intensa utilização militar do seu território, espaço aéreo e aeroporto”, e que importa “assegurar que essa mesma presença militar americana, não seja mais um obstáculo ao seu desenvolvimento, tendo em conta a dimensão e profundidade da crise económica e social que resulta da redução de postos de trabalho na Base”.

O deputado do PCP exige “coragem política” para a reavaliação da presença norte-americana nas Lajes, defendendo que seja elaborado um estudo comparativo para usos alternativos daquela infraestrutura, de forma a que, com transparência, “possam ser contabilizadas as vantagens e desvantagens da presença dos EUA na Base das Lajes”, devendo ser exigida a sua retirada integral, caso as vantagens da presença do contingente norte-americano se mostrem inferiores às dos usos alternativos.

 

 

 

 

Foto: JEdgardo Vieira

GI PCP/+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/pcp-quer-conhecer-execucao-da-responsabilidade-dos-eua-na-ilha-terceira/