Corveta Jacinto Cândido iniciou missão de segurança no Mar dos Açores

O Navio da República Portuguesa (NRP) Jacinto Cândido está a iniciar uma missão na Região Autónoma dos Açores com a duração de 3 meses, substituindo o NRP Viana do Castelo.

A missão tem como objetivo prioritário contribuir para o incremento da segurança de todos aqueles que praticam o mar dos Açores, seja por motivos profissionais ou de lazer. Paralelamente, a Corveta Jacinto Cândido irá assegurar o dispositivo de busca e salvamento marítimo, a fiscalização dos espaços marítimos do arquipélago dos Açores, e ainda a presença junto das diversas comunidades das ilhas que constituem o arquipélago.

Para a consecução desses objetivos, o navio irá exercer ações de fiscalização, proteção e controlo das atividades económicas, científicas e culturais ligadas ao mar, bem como, de proteção dos recursos naturais e monitorização ambiental, através da prevenção e combate à poluição marinha.

O navio tem capacidade para prestar assistência a pessoas e embarcações que dela necessitem, bem como para colaborar com a proteção civil local e demais autoridades em situações que justifiquem tal intervenção.

A Corveta Jacinto Cândido orgulha-se da sua tradição e legado insular de que são exemplo a vida e obra do seu patrono, o angrense Jacinto Cândido da Silva, bem como a condecoração do navio com a medalha de ouro de serviços distintos em 1981 fruto da sua pronta e abnegada ação no grupo central do Arquipélago dos Açores na sequência do violento sismo de 1 de janeiro de 1980.

O NRP Jacinto Cândido é comandado pelo Capitão-tenente Eduardo Luís Pousadas Godinho e tem um total de 78 militares embarcados, incluindo uma equipa de fuzileiros do pelotão de abordagem, dois mergulhadores e um oficial médico naval.

 

 

 

 

Foto: Marinha

CPPD/+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/corveta-jacinto-candido-iniciou-missao-de-seguranca-no-mar-dos-acores/