CDS quer “inverter tendência da perca de poder político-económico e de população” na Terceira

Artur LimaO médico dentista, Artur Lima, de 52 anos, é, pela terceira vez consecutiva, o cabeça de lista do CDS-PP Açores pelo círculo eleitoral da ilha Terceira, às eleições legislativas regionais de outubro, com o intuito de “inverter a tendência de perder poder político, económico e de população” na ilha.

“É exatamente para inverter esta tendência de perder poder político, da perda de poder económico, da perda até de população, que o CDS-PP está aqui e apresenta-se firme nas suas convicções, robusto na certeza de que os terceirenses também não estão contentes com a atual conjuntura”, afirmou na sessão pública de apresentação da sua candidatura e que contou com a presença da líder nacional do PP, Assunção Cristas.

No entender do líder popular açoriano, a Terceira perdeu centralidade no transporte aéreo e no transporte de cargas por via marítima, perdeu indústrias, benefícios da utilização norte-americana da base das Lajes, escalas técnicas e a oportunidade de ter ligações de companhias aéreas ‘low cost’.

Nesse sentido, o candidato prometeu defender “a rentabilização do aeroporto das Lajes, com infraestruturas com todas as condições para, por exemplo, a base da SATA Internacional”.

Por outro lado, propôs a transformação do molhe norte do Porto da Praia da Vitória, atualmente utilizado pela Força Aérea norte-americana, num cais de cruzeiros.

“Se não precisam da base, não têm lá aviões, o molhe do porto norte da Praia dá um excelente cais de cruzeiros, se não precisam de navios, o cais é nosso”, frisou, referindo-se à redução militar norte-americana na base as Lajes.

Segundo Artur Lima, “não há bom governo, sem boa oposição”, por isso, reivindicou aos terceirenses “mais força” para o partido, que tem atualmente apenas um deputado eleito pela ilha Terceira no parlamento.

O candidato diz que concorre para “defender melhor saúde, melhor educação, melhores rendimentos para os agricultores e para os pescadores”, mas também para garantir que os jovens têm “hipótese de se fixar na sua terra”, para garantir aos empresários turísticos que o turismo “não é apenas uma febre e vai durar” e para “assegurar a rentabilização de infraestruturas que estão subaproveitadas”.

Artur é deputado regional desde 2007 e líder parlamentar desde 2008, na Assembleia Legislativa dos Açores.

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/cds-quer-inverter-tendencia-da-perca-de-poder-politico-economico-e-de-populacao-naterceira/