CDS-PP defende maior investimento em energias renováveis nos Açores

Direitos Reservados

O grupo parlamentar do CDS-PP nos Açores defendeu a necessidade de um maior investimento em energias renováveis na região, alegando que há potencialidades em algumas ilhas e que essa aposta poderá trazer poupanças no futuro.

“A geotermia representa para os Açores o nosso petróleo verde. É uma fonte de energia natural, inesgotável, relativamente barata e está debaixo do nosso subsolo. Não faz sentido que não haja um investimento maior, mais aprofundado, na exploração desta fonte energética para a produção de energia elétrica das nossas ilhas”, adianta o deputado centrista Pedro Pinto, citado num comunicado de imprensa.

Segundo Pedro Pinto, o CDS-PP, partido que integra, desde novembro de 2020, a coligação do Governo Regional com o PSD e PPM, vai propor na Assembleia Legislativa um reforço de investimento em energias renováveis.

“O grupo parlamentar do CDS-PP tudo fará para, durante esta legislatura, estimular o Governo a investir nesta área e a fazer os estudos necessários para verificar a viabilidade deste investimento, que estamos em crer que será uma viabilidade inquestionável. É uma energia que está no nosso subsolo, só temos de a explorar”, afirma.

A Central Geotérmica do Pico Alto, visitada hoje pelos deputados centristas, no âmbito das jornadas parlamentar do partido, já produz “15% da energia elétrica da ilha Terceira”, mas há expectativas de que esse valor atinja os 50%.

“Está em fase de avaliação a ampliação desta central, que poderá vir a produzir cerca de 50% das necessidades energéticas da ilha Terceira. Isto representa um grande salto qualitativo na nossa qualidade de vida, no relacionamento com o ambiente, mas também sobretudo na nossa balança comercial”, aponta ainda o deputado do CDS-PP.

Na nota, Pedro Pinto salienta igualmente que há “outras ilhas com potencial geotérmico”, acrescentando que a aposta na geotermia pode tornar os Açores “menos dependentes das flutuações do mercado internacional no preço do petróleo”.

“Os derivados do petróleo flutuam de acordo com o mercado internacional, sobre o qual os Açores e Portugal não têm controlo. A geotermia é o nosso petróleo. Qualquer investimento que seja feito em geotermia é um investimento reprodutivo e uma poupança no futuro”, acrescenta.

Lusa/+central

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/cds-pp-defende-maior-investimento-em-energias-renovaveis-nos-acores/