BE quer saber quantas toneladas de resíduos foram descarregadas nos portos dos Açores

O Bloco de Esquerda (BE) Açores questionou ontem o Governo Regional acerca da descarga de resíduos provenientes dos navios de cruzeiro que realizam escala nos portos dos Açores. Zuraida Soares e Paulo Mendes alertam para o facto das ilhas dos Açores, “devido às suas características biogeográficas, geológicas e até às limitações dos sistemas de tratamento de resíduos” não serem “locais aconselháveis para a descarga e destino final dos resíduos provenientes dos navios de cruzeiro”.

O Grupo Parlamentar do BE/Açores, recorda que, só para este ano, estão previstas mais de 140 escalas de navios de cruzeiros nos Açores e que estes, como qualquer navio, “armazenam os resíduos produzidos durante as viagens, descarregando estes resíduos nos locais onde aportam”.

Os deputados bloquistas, reconhecendo os benefícios económicos para o setor do turismo e atividades relacionadas, alertam para impacto ambiental das escalas dos navios de cruzeiro ser tanto maior “quanto maior for a quantidade de resíduos recicláveis depositados em aterro ou incinerados”.

O BE/Açores quer saber se os navios de cruzeiro que fazem escala nos Açores estão autorizados a descarregar resíduos sólidos urbanos; quantas toneladas de resíduos, provenientes de navios de cruzeiro, foram descarregadas anualmente nos portos dos Açores entre 2010 e 2016 e quais as entidades responsáveis pela sua descarga e transporte.

Os parlamentares questionam, ainda, a secretaria regional dos Transportes e Obras Públicas sobre o destino final dos resíduos descarregados, em cada uma das ilhas, e sobre o preço por tonelada de resíduos, cobrado aos armadores dos navios de cruzeiro.

 

 

 

 

GI BE/+central

 

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/be-quer-saber-quantas-toneladas-de-residuos-foram-descarregadas-nos-portos-dos-acores/