3,5 toneladas de pescado apreendido pela GNR nos Açores desde 2019

Direitos Reservados

O Comando Territorial dos Açores da Guarda Nacional Republicana (GNR) apreendeu desde 2019 um total de 3565 quilos de pescado, em resultado da deteção de 183 infrações.

Segundo os dados fornecidos ao Açoriano Oriental pela GNR, em 2019 foram detetadas 85 infrações, de que resultou a apreensão de 2082 quilos de pescado, enquanto que em 2020, ano já marcado pela pandemia de Covid-19, as apreensões de pescado totalizaram apenas 1120 quilos, apesar de ter sido detetado o mesmo número de infrações – 85.

Já nos primeiros três meses deste ano, a GNR apreendeu 363 quilos de pescado, em resultado de 13 infrações. 

Entre as infrações relacionadas com a captura de pescado e com o seu transporte e armazenamento, destacam-se o exercício da pesca sem licença, a fuga à lota, a captura de pescado sem o tamanho mínimo exigido por lei, a captura de espécies proibidas, a utilização de artes de pesca proibidas, o excesso de captura, a pesca em zonas protegidas, assim como a falta de rastreabilidade do pescado, segundo informa a GNR.

Estas infrações são punidas com coimas que podem variar entre os 125 e os 250 mil euros.

Conforme explica o Comando Territorial dos Açores da GNR, o maior número de infrações relacionadas com a pesca deram-se no Grupo Central, destacando-se entre as espécies apreendidas o goraz, o espadarte, o boca negra, a abrótea, o alfonsim e as lapas.

Uma das missões da GNR nos Açores é a vigilância e o controlo da costa, bem como a proteção da natureza e do ambiente, o que leva à realização de ações de fiscalização para prevenir e reprimir infrações relacionadas com a pesca e os seus produtos.

+central

Link permanente para este artigo: https://maiscentral.com.pt/35-toneladas-de-pescado-apreendido-pela-gnr-nos-acores-desde-2019/