Vítor Silva alerta para a precariedade e exploração laboral no setor do Turismo

O coordenador regional do PCP/Açores denunciou hoje que o setor do Turismo não está a contribuir para a criação de emprego de qualidade, estável, qualificado e com direitos, alertando que, pelo contrário, multiplicam-se as mais variadas formas de precariedade, baixos salários e regimes laborais exploratórios, não beneficiando nem os açorianos nem a economia regional.

“Lamentavelmente, neste setor, a precariedade e a pura ilegalidade são uma constante, como facilmente se comprova pelos dados de 2016 da Inspecção Regional do Trabalho (IRT), onde foram detetados 43% dos casos de situação de trabalho ilegal, sobretudo de horas extraordinárias intermináveis e o trabalho consecutivo durante semanas sem folgas”, afirmou Vítor Silva em conferência de imprensa, na cidade de Angra do Heroísmo.

No entender do dirigente comunista, “o crescimento desregulado do setor do Turismo comporta riscos relevantes no aspeto da dependência de fatores externos, para lá do controle da Região, bem como do crescimento das assimetrias e desequilíbrios regionais, aumento da pressão ambiental sobre zonas sensíveis, como orlas costeiras e áreas marítimas, degradação não apenas dos ecossistemas mas dos próprios produtos turísticos cada vez mais massificados, podendo no futuro, caso não exista o necessário esforço de regulamentação das atividades, pôr em causa as nossas caraterísticas distintivas de destino de excelência”.

Para Vítor Silva, o desenvolvimento deste setor nos Açores só será sustentável “apostando nos fatores que tornam o nosso arquipélago único e que nos diferenciam enquanto destino turístico, valorizando o nosso património ambiental e cultural e contribuindo para a sua protecção”.

“Importa que o crescimento do setor contribua para a criação de emprego de qualidade, com direitos e beneficie as várias ilhas de maneira equitativa, mantendo elevados níveis de qualidade e exigência em termos da sua sustentabilidade ambiental”, reiterou.

Segundo o PCP/Açores, o crescimento do turismo “também tem revelado algumas insuficiências e carências da Região, por exemplo em termos de mão-de-obra qualificada e de oferta turística e hoteleira adequada e de qualidade, o que coloca a necessidade de reavaliação dos planos de ordenamento do setor”.

 

 

 

 

Foto: PCP Açores

GI PCP/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/vitor-silva-alerta-para-a-precariedade-e-exploracao-laboral-no-setor-do-turismo/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.