Socialistas “não são de confiança” para tratar dos assuntos do mar dos Açores

artur-limaO presidente e candidato do CDS-PP Açores pelo círculo eleitoral da Terceira, às eleições legislativas regionais, afirmou hoje que “quem não é de confiança para tratar dos assuntos do mar dos Açores é o PS e o candidato a deputado Vasco Cordeiro”, acusando os socialistas de terem “desprezado e desvalorizado o mar”.

Em reação às declarações do líder socialista, Artur Lima, numa ação de campanha eleitoral junto à baía de Angra do Heroísmo, salientou que “o Dr. Vasco Cordeiro e o PS desvalorizaram o mar e serviram-se dele apenas para fazer pura guerrilha política com o Governo da República, prejudicando os pescadores e as suas famílias e os empresários interessados em investir a economia azul”.

O líder popular apontou exemplos: “O PS e o Dr. Vasco Cordeiro não conseguiram garantir a quota de goraz para os pescadores açorianos; não apresentaram o estudo que aprovaram para se verificar da viabilidade de um avião mini cargueiro para melhorar o escoamento dos produtos da pesca, nomeadamente das ilhas sem ligações diretas ao exterior; não preservaram nem potenciaram o património arqueológico subaquático existente nos Açores; serviram-se do mar apenas para fazer pura guerrilha política com o Governo da República”.

Junto à baía que deu nome à cidade Património Mundial da Humanidade, Artur Lima lembrou ainda que o CDS-PP apresentou, no Parlamento Regional, um Projeto de Resolução que visava a criação de uma comissão que identificaria todas as competências da Região no âmbito de uma efetiva gestão partilhada do mar dos Açores: “O PS e o Dr. Vasco Cordeiro chumbaram esta iniciativa que clarificaria todas as nossas competências e que evitaria guerrilhas com a República. Agora vem falar em competências… em definir competências? Só pode estar a brincar com o mar e com quem dele tira rendimento”.

“Todos os pescadores açorianos e todos os empresários que queiram investir na economia azul têm que saber que foi o PS que não quis definir competências; foi o PS que desvalorizou e desprezou o mar dos Açores. Dou outro exemplo: o CDS-PP, desde há anos, que apresenta propostas para implementar a aquacultura nos Açores, valorizando as pescas e o nosso mar. O Dr. Vasco Cordeiro, o seu Governo e a sua maioria absoluta chumbaram-nas sempre”, criticou.

Relativamente ao mar e, em concreto, à baía de Angra do Heroísmo, Artur Lima anunciou a intenção de promover “uma aposta e valorização turística e científica da baía de Angra do Heroísmo”, destacando os vários sítios arqueológicos existentes e os potenciais científicos que poderiam levar até “ao surgimento de escolas de verão em arqueologia subaquática”.

“Angra tem um parque arqueológico subaquático legalmente criado, mas pouco promovido e potenciado. A Terceira tem que apostar naquilo que a valoriza e a torna única”, disse, referindo-se aos “naufrágios dos Descobrimentos e das Carreiras das Índias”. Para os populares “é urgente promover o conceito de cidade Património Mundial da UNESCO com o potencial da baía em naufrágios ibéricos”.

O cabeça de lista do CDS-PP salientou que “este sítio arqueológico de interesse regional, nacional e internacional, exige uma política coerente de salvaguarda, estudo e valorização do património arqueológico, devendo a Região assumir que este é um recurso estratégico não renovável, que se reveste da maior importância como factor identitário e promotor de um desenvolvimento regional sustentável”.

Assim, defendeu Artur Lima, “é urgente projetar Angra, a sua cidade e a sua baía”, até porque “é um local onde a UNESCO teria todo o interesse em montar um centro mundial semelhante ao que existe em Zadar, na Croácia, e à volta do qual se organizam permanentemente congressos e ações de formação que atraem investigadores de todo o mundo”.

O CDS vai mesmo mais longe e defende que “é fundamental protocolar com a Universidade de Açores a realização de uma pós-graduação em Arqueologia Subaquática e implementar escolas de verão em arqueologia subaquática, em parceria com organizações de grande escala, como a Nautical Archaeological Society (NAS) e o Archaeological Institute of America (AIA)”.

 

 

 

 

Foto: CDS-PP Açores

GI CDS-PP/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/socialistas-nao-sao-de-confianca-para-tratar-dos-assuntos-do-mar-dos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.