Sexta edição do Azores Fringe leva Natureza e Arte de mãos dadas

A sexta edição do festival internacional de artes, Azores Fringe, já passou por várias ilhas dos Açores, mas é no seu epicentro, na ilha do Pico, que diariamente algo cultural acontece. Desde a abertura da MiratecArts Galeria Costa, mais projetos relacionados com a arte na natureza e natureza em arte têm sido conseguidos.

A última adição à propriedade de mais de 24 mil metros quadrados, aconteceu durante a manhã de terça-feira, no horário escolar, com a colocação de “A Colmeia”.

Através do programa PP1 2017/2018 Apicultura da Escola Cardeal Costa Nunes, os alunos pintaram e prepararam uma colmeia que agora faz parte dos pontos de interesse na galeria ao ar-livre.

Com “A Colmeia” o diretor artístico Terry Costa diz que “pretendemos não só incentivar mais projetos artísticos na temática da apicultura, na preservação das abelhas e do ambiente, como também ensinar aos visitantes a importância que as abelhas têm para a sobrevivência da raça humana.” Assim, a presença de uma colmeia no meio da propriedade é um chamamento para que artistas locais e visitantes adicionem assuntos relevantes no seu trabalho, tal como tem acontecido com o Jardim Saudade, com a planta florífera scabiosa nitens, entre outros projetos de arte na natureza já estabelecidos na Galeria Costa.

“Sem insetos a maioria das espécies na terra duraria escassos cinquenta anos” diz o professor António André, que lidera o projeto de Apicultura na Escola Cardeal Costa Nunes. “As abelhas dão um enorme contributo na preservação dessa vida. E pedem muito pouco em troca.”

E com pouco se vai fazendo muito na MiratecAts Galeria Costa e com os eventos no Azores Fringe que continua até 1 de julho.

 

www.azoresfringe.com

 

Foto: MiratecArts

MiratecArts/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/sexta-edicao-do-azores-fringe-leva-natureza-e-arte-de-maos-dadas/

http://pda.ipma.pt/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.