Região Autónoma dos Açores é vista “como pouco aconselhável” na abertura de novos negócios

Segundo os dados da 2ª Edição do Estudo Nacional de Competitividade Regional, os Açores são vistos como pouco aconselháveis na abertura de novos negócios por parte dos empreendedores açorianos.

No estudo lançado pela Zaask — um marketplace online de serviços locais, líder na Península Ibérica —, em parceria com a Universidade Católica Portuguesa, e que contou com a colaboração de 1321 empresários portugueses, a Região Autónoma dos Açores é, simultaneamente, o distrito que apresenta maior conhecimento de programas de formação, e o distrito com maior dificuldade em encontrar novos colaboradores com 2,22 valores face a 2,83 de média nacional.

Num panorama geral, houve uma evolução ao nível da situação económica da região, passando de 2,21 para 2,67 valores, em 2016, tendo existindo também um aumento da perspetiva de evolução positiva dos próximos 12 meses. 33% dos empreendedores açorianos afirmaram, ainda, conhecer a existência de programas de networking, ocupando o 2º lugar a nível nacional.

No entanto, foi registada uma descida das receitas geradas (passando de 3 valores para 2,67), posicionando a região em 17º lugar a nível nacional. Desta forma, a situação financeira das empresas da região também apresentam algumas dificuldades, tendo os empresários atribuído uma média de valores de 2,65, em relação aos 2,71 atribuídos em 2015.

Os Açores são a 3.ª região onde é registada uma maior dificuldade na abertura de novos negócios, tendo descido de 2,79 valores, em 2015, para 2,4, em 2016. Os empresários revelaram existir um maior acompanhamento disponibilizado pelos órgãos locais às novas empresas, outorgando uma média de valores de 2,6, superior aos 2,24 de média nacional, revelando-se um ótimo indicador de desenvolvimento da economia local.

É também referido que o nível de acompanhamento, por parte do governo regional, a pequenos empreendedores e empresas foi o que registou a avaliação mais negativa, com 66% dos empresários a considerar o apoio mau ou insuficiente.

 

2ª edição do Estudo Nacional de Competitividade Regional – Açores

 

 

 

Foto: Direitos Reservados

Atrevia/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/regiao-autonoma-dos-acores-e-vista-como-pouco-aconselhavel-na-abertura-de-novos-negocios/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.