Região apenas contatou uma entidade para certificar o Hospital da Terceira

O Governo dos Açores revelou que apenas contatou uma entidade – a Joint Commission International (JCI) – para proceder ao processo de acreditação internacional do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira (HSEIT), baseando esta escolha no “contato e avaliação de experiências nacionais de acreditação hospitalar”.

Direitos Reservados

“Foi efetuada uma análise, que contemplou o contacto e avaliação de experiências nacionais de acreditação hospitalar, as quais se constituíram em programas de mudança global da sua cultura e processos, focalizados na melhoria da segurança e resultados nos cuidados prestados aos doentes; os níveis de exigência em áreas como a Segurança, Riscos, Instalações e Recursos Humanos necessários à sua implementação, teriam de ser compatíveis com os recursos disponíveis nos hospitais da Região”, refere o executivo açoriano em resposta a um requerimento do CDS-PP.

O Governo regional esclarece ainda que na avaliação efetuada, “que incluiu visitas a diversos Hospitais do Serviço Nacional de Saúde com Acreditação Internacional em Qualidade”, foram auscultados “in loco” os seus responsáveis, concluindo-se que a “metodologia” utilizada pela JCI reúne as “condições necessárias para que o processo de acreditação corresponda e tenha o impacto nos Hospitais de acordo com os objetivos pretendidos”.

Sobre os motivos que levam à acreditação internacional do HSEIT, o executivo dos Açores realça que este processo “constitui um objetivo estratégico, porquanto configura um instrumento fundamental para a reorganização e mudança das Instituições, focalizado na melhoria contínua dos serviços
prestados aos utentes, de acordo com critérios reconhecidos internacionalmente”.

“(…) as instituições hospitalares têm adotado programas de gestão de qualidade, com o objetivo de melhorar continuamente os seus processos e serviços, recorrendo à acreditação como metodologia de avaliação externa da qualidade em serviços de saúde de acordo com critérios reconhecidos internacionalmente. Acrescenta-se que tem constituído evidência que as boas práticas da qualidade em serviços de saúde nos Hospitais, quando associados à acreditação internacional, proporcionam aumento da produtividade, maior satisfação ao paciente e agregação de valor à Instituição”, salienta o Governo.

Segundo o executivo, “não existe de momento qualquer adjudicação ou contrato” com a JCI, apenas a “credenciação e aquisição de manual, no valor de 115 euros”.

+central

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/regiao-apenas-contatou-uma-entidade-para-certificar-o-hospital-da-terceira/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.