Regata da Autonomia cumpre desígnio de unir as 9 ilhas do arquipélago

A Atlantis Cup – Regata da Autonomia cumpre em 2018 o objetivo a que se  propôs nos últimos três anos e alcança o conjunto das 9 ilhas açorianas. A segunda etapa da prova liga as ilhas Terceira e Graciosa.

Pela primeira vez na sua já longa história de 30 anos, a Atlantis Cup navega em direção à Graciosa. A segunda perna da edição de 2018, sem percurso obrigatório devido às condições de vento fraco, liga Praia da Vitória (Terceira) a Praia da graciosa (Graciosa).

Jorge Macedo, diretor de Prova, lembra a importância da data que se assinala.

“A Atlantis Cup celebra 30 anos de existência, uma data que por si só é bastante simbólica. A edição de 2018 tem estado a correr bastante bem. Tivemos uma primeira perna espetacular. Agora, em direção à Graciosa, vamos  com menos vento”, constatou.

Com vento fraco a soprar de sudeste, os 22 veleiros que compõem a frota da Atlantis Cup largaram do interior do porto oceânico de Praia da Vitória em direção à Graciosa.

 

 

Foto: Direitos Reservados

MardeHistórias/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/regata-da-autonomia-cumpre-designio-de-unir-as-9-ilhas-do-arquipelago/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.