PSD/Açores defende incentivo urgente ao setor da construção civil (Vídeo)

PSD TerceiraO candidato do PSD/Açores pelo círculo eleitoral da Terceira considera que “acudir ao setor da construção civil deve ser uma prioridade absoluta do próximo Governo Regional”, acusando o atual executivo de “não ter dado a devida atenção às empresas desse setor, que atravessa uma verdadeira situação de emergência”.

Luís Rendeiro falava após uma reunião com uma empresa de construção civil terceirense, lembrando que “foi naquele setor que se registou o maior número de falências e de fecho de empresas, muitas delas de média ou grande dimensão”.

“Assim como foi onde que se registou o maior número de despedimentos de trabalhadores e o maior aumento do número de desempregados. O setor da construção civil é, sem sombra de dúvida, o que mais sofreu com os tempos de crise que se vivem nos Açores e na Ilha Terceira”, referiu.

Segundo o social democrata, “é na construção civil que tem origem a maior parte das pessoas que, neste momento, estão ao abrigo do subsídio de desemprego, dos programas ocupacionais ou do RSI. Isso acontece nos Açores, e também na Ilha Terceira”, frisou.

O candidato afirma que “foi a opção política pelas grandes obras que nos trouxe até aqui, prejudicando as pequenas empresas que, ao nível de cada freguesia, cidade ou ilha, davam trabalho a tanta gente. Gente que hoje luta para sobreviver ou que tem de emigrar”, lamentou.

Luís Rendeiro explica que se trata de mão-de-obra “que vai desde os menos qualificados, aos mais especializados, dos construtores aos comerciantes ou prestadores de serviços à construção civil, afetando também os técnicos e projetistas”.

Para combater este grave problema, o PSD/Açores “quer apoiar aqueles que têm casas degradadas para recuperar. Quer combater a praga das térmitas pela via da realização de obras. Quer apoiar as pequenas obras de modo a dar trabalho às empresas locais, criadoras de emprego”, avança o candidato.

“Chegou a hora de valorizar e recuperar o nosso património edificado, nomeadamente as construções com interesse histórico e a arquitetura do Ramo Grande”, alerta Luís Rendeiro, sublinhando que “o Património Mundial de Angra não se conserva para as gerações futuras se não houver uma forte aposta na reabilitação urbana e no casario secular da cidade”.

“O PSD/Açores quer quebrar este ciclo de inação socialista na construção civil da Terceira, e é também para isso que pedimos o voto das gentes desta terra”, concluiu.

 

 

 

GI PSD/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/psdacores-defende-incentivo-urgente-ao-setor-da-construcao-civil-video/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.