PSD quer saber qual o impacto da entrada de 70 mil toneladas de carne no mercado europeu

O deputado do PSD/Açores, na Assembleia da República, mostra-se preocupado com a recente alteração das negociações  com o MERCOSUL, apresentada pela Comissão Europeia (CE), tendo questionado o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural sobre o efeito que tal mudança terá em Portugal.

Em causa está a proposta da CE que permite o acesso ao mercado comunitário de uma quota de 70 000 toneladas de carne de bovino, repartida entre fresca e congelada.

No entender de António Ventura, esta proposta “contraria as declarações do próprio Comissário da Agricultura, Phil Hogan, que em 2016 anunciou que a Comissão Europeia tinha decidido retirar a carne de bovino da lista de negociação com o MERCOSUL”, considerando que este retrocesso “em muito preocupa o PSD, pelos impactos negativos que esta introdução de carne de bovino terá na economia nacional”.

O social democrata acrescenta que as próprias Associações Europeias de representatividade do setor pecuário, como o COPA-COGECA, já se insurgiram, afirmando que esta proposta é devastadora para a bovinicultura de carne na União Europeia e não faz sentido tendo em conta o escândalo da carne de bovino brasileira, onde durante dez anos os certificados de exportação foram falsificados e os requisitos veterinários não se cumpriram.

O deputado açoriano lembra que o MERCOSUL é um dos grandes exportadores de produtos agrícolas, mas não dispõe, na produção, das mesmas exigências legislativas ao nível ambiental, da utilização de hormonas, nas normas de bem-estar animal, do uso do solo e dos fitofármacos, realçando que “iremos importar alimentos que não obedecem às mesmas regras produtivas que se exige no espaço europeu”.

Por esta posição, da Comissão Europeia, surgir num momento em que ainda não se sabe as consequências do Brexit e os desenvolvimentos do CETA, António Ventura pretende saber qual a posição de Portugal sobre as negociações em curso entre a União Europeia e o MERCOSUL e qual a posição do país sobre as consequências do Mercosul ao nível alimentar.

O parlamentar eleito pelos Açores quer saber ainda que estudos tem o Governo da República sobre o impacto do MERCOSUL na agricultura portuguesa.

 

 

 

 

+central

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *