PSD denuncia “falta de transparência” da República no processo da descontaminação

O deputado do PSD/Açores, na Assembleia da República, denunciou hoje o que entende por “falta de transparência” na atuação do Governo da República no processo da descontaminação dos solos e aquíferos na ilha Terceira.

Após a receção da resposta do Primeiro-ministro a uma pergunta sobre este o processo, onde questionava se o executivo nacional ponderava o acionamento do acordo NATO SOFA (Status of Force Agreement) comprometendo os Estados Unidos da América (EUA) com a responsabilidade da limpeza ambiental na ilha, e sobre a qual o chefe do governo não respondeu, António Ventura entende que “tudo está a ser tratado em segredo”, sem defender os interesses dos terceirenses, e dos açorianos no geral.

Para o social democrata, esta atitude revela “uma fuga constante do Governo” ao assunto, onde tem grandes responsabilidades na sua resolução.

Segundo o deputado açoriano, natural da ilha Terceira, a falta de respostas por parte de executivo português revela um “total desinteresse” e “falta de capacidade negocial” perante o governo dos EUA.

António Ventura reitera que continuará a pugnar por uma rápida atuação do Governo da República nesta matéria.

António Costa refere, na mencionada resposta, que “a negociação sobre todas as questões relativas à Base das Lajes é regulada nos termos e ao abrigo do Acordo Bilateral de Cooperação e Defesa em vigor”, acrescentando que o Governo da República está “fortemente empenhado em alcançar, com o Governo dos EUA, soluções que permitam compensar a contaminação ambiental nos locais já identificados, bem como em prosseguir a identificação adequada de locais potencialmente contaminados”.

 

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/psd-denuncia-falta-de-transparencia-da-republica-no-processo-da-descontaminacao/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.