PS destaca “reforço da autonomia energética” com a geotermia na Terceira

PS TerceiraO candidato do PS/Açores pelo circulo eleitoral da Terceira, às legislativas regionais, sublinhou hoje a importância da entrada em funcionamento da central geotérmica da Terceira, por representar “um virar de página no reforço da nossa autonomia energética e da sustentabilidade ambiental da Ilha”.

“O objetivo é que, entre 2018 e 2020, metade das necessidades energéticas da ilha Terceira sejam garantidas por energias renováveis. Neste, a geotermia tem um peso significativo, não só pelo valor da produção, mas pela frequência e estabilidade que apresenta, porque a sua produção entra durante 24 horas na rede e não sofre das oscilações existentes noutro tipo de fontes, como a eólica ou a fotovoltaica”, adiantou Roberto Monteiro, enfatizando que para além disso, “o arranque da produção em pleno de energia geotérmica concretiza uma ambição dos terceirenses e põe fim a um mito, que era a incapacidade da Terceira usufruir da geotermia”.

Para o candidato socialista, a central geotérmica – que resulta de um investimento global de 30 milhões de euros – vem juntar-se aos investimentos públicos e privados realizados nos parques eólicos na Serra do Cume e a Central de Valorização de Resíduos concretizada pela Teramb (entidade intermunicipal gerida pelos dois municípios socialistas da ilha), os quais garantem já 26 por cento das necessidades energéticas da Terceira.

“Mas já estão aprovados novos investimentos, caso do parque fotovoltaico que nascerá na Praia da Vitória, um projeto privado de enorme alcance. Assim como avançarão investimentos por parte da EDA na requalificação e rentabilização das suas centrais hídricas na ilha, tal como a construção da central hídrica reversível, que é um compromisso do PS para a Terceira. Todos estes investimentos, em conjunto, permitirão que, em 2020, mais de metade da energia que consumimos na ilha tenha como fonte energias renováveis”, sublinhou, comprometendo-se que  “o grande desafio que se nos coloca neste âmbito é conseguirmos conciliar e equilibrar os interesses e visões de todos os intervenientes neste setor, garantindo a viabilização de todos os investimentos. É esse o nosso compromisso: servir de pêndulo na gestão destas matérias”.

“Defendemos, portanto, esta estratégia porque ela contribui decisivamente para o reforço da nossa autonomia energética, para a diminuição das emissões de carbono, com enorme impacto na nossa preservação ambiental e, a médio e longo prazo, garante-nos know-how na gestão dos equilíbrios entre a energia fóssil e as renováveis num ambiente insular que pode ser exportado para outras realidades”, sublinhou o candidato socialista, acrescentando que ela também “reforça a nossa imagem de espaço amigo do ambiente, essencial na estratégia de promoção turística da Ilha e da Região, que deve ser cada vez mais a nossa imagem de marca, diferenciadora de outros destinos turísticos”.

 

 

 

 

Foto: PS Açores

GI PS/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/ps-destaca-reforco-da-autonomia-energetica-com-a-geotermia-na-terceira/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.