Praia da Vitória lança plataforma para promover medidas de autoproteção na Comunidade

cmpvO Serviço Municipal de Proteção Civil da Praia da Vitória (SMPCPV) procedeu à criação de uma plataforma eletrónica, que reúne toda a informação útil na área da Proteção Civil, no sentido de reforçar a proximidade com os munícipes, preparando-os para a ocorrência de um acidente grave ou catástrofe. A iniciativa, integrada nas comemorações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes, foi apresentada ontem, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

“O desenvolvimento deste website visa a sensibilização dos cidadãos praienses para a importância das medidas de autoproteção, considerando que estes constituem os primeiros agentes de proteção civil em situação de emergência. Pretendemos dotá-los de todas as informações necessárias à mitigação dos efeitos de uma catástrofe, pois a proteção civil é uma tarefa de todos para todos”, destacou Osório Silva, vereador com competência na área da Proteção Civil.

“Escolhemos esta data para dar a conhecer à comunidade a nossa plataforma eletrónica, tendo em conta que hoje se assinala o Dia Internacional para a Redução de Catástrofes, instituído pela Assembleia das Nações Unidas no ano de 1989 com o objetivo de consciencializar a população mundial para os riscos inerentes à ocorrência de catástrofes naturais, promovendo as medidas de autoproteção”, referiu.

“Através desta plataforma, os munícipes poderão também reportar anomalias existentes na Praia da Vitória Deste modo, apelo à participação de todos para que possamos melhorar o nosso Concelho”, enfatizou.

Na ocasião, o autarca enumerou as diferentes áreas que compõem o geoportal “SIG Municipal”.

“A utilização do geoportal tem como finalidade o reforço do planeamento de emergência no Concelho e, consequentemente, o aumento da capacidade de resposta de todos os agentes de proteção civil, através da fácil localização de zonas de sinistro ou habitações com necessidade de socorro por meio da inserção da morada no campo de pesquisa”, explicou.

“Podemos também acompanhar a previsão de ciclones tropicais, bem como as suas trajetórias e intensidade, com especial enfoque no Atlântico Norte e particularmente no arquipélago dos Açores. Estas informações são fornecidas pelo Centro Nacional de Furacões de Miami. Relativamente à atividade sísmica na Região, esta também pode ser consultada, através do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores”, referiu.

“Também é possível acompanhar a evolução do estado do tempo pelas cartas sinópticas do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Existe ainda a possibilidade de traçarmos o caminho mais perto entre localidades, aquando da obstrução de uma via, recorrendo ao Google maps”, acrescentou.

“Como sabemos, numa situação de acidente grave ou catástrofe, podem ocorrer falhas na eletricidade. Neste sentido, a nossa plataforma web tem uma versão móvel, destinada a smartphones e tablets, para garantir a difusão da informação”, realçou.

 

Plataforma Digital SMPCPV

 

Foto: CMPV

GI CMPV/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/praia-da-vitoria-lanca-plataforma-para-promover-medidas-de-autoprotecao-na-comunidade/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.