PPM questiona sobre falha no serviço permanente de veterinário na ilha do Corvo

Paulo EstêvãoO deputado da representação parlamentar do PPM, na Assembleia Legislativa dos Açores, questionou hoje o Governo Regional sobre as razões que levam a que a médica veterinária não se encontre a desempenhar, de forma permanente, as suas funções na ilha do Corvo.

Em requerimento, Paulo Estêvão recorda que desde setembro de 2015 que a ilha do Corvo deixou de contar com a presença permanente de um médico veterinário.

“O serviço de medicina veterinária na ilha do Corvo foi, desde essa data, assegurado, embora de forma pouco regular, por médicos veterinários sediados na ilha das Flores, situação que tem vindo a originar graves constrangimentos no âmbito da saúde animal”, lembrou.

Tendo em conta a situação criada, a Secretaria Regional da Agricultura e Ambiente lançou, através do Aviso publicado na BEPA – Bolsa de Emprego Público dos Açores, sob a oferta nº 8197, publicitada a 28 de abril de 2016, um segundo procedimento concursal para Técnico Superior com licenciatura em Medicina Veterinária, que há muito se encontra finalizado.

Segundo Paulo Estêvão, “mesmo assim, a médica veterinária integrada no Serviço de Desenvolvimento Agrário das Flores e Corvo, na ilha do Corvo, não está a desempenhar as suas funções de forma permanente na ilha do Corvo”, acrescentando que se trata de uma situação que “está a penalizar gravemente a ilha do Corvo”.

“Tudo isto configura uma situação inaceitável, que roça o completo desprezo pelos interesses da população do Corvo”, lamentou.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/ppm-questiona-sobre-falha-no-servico-permanente-de-veterinario-na-ilha-do-corvo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.