Plano Regional Anual: PSD critica repetição de promessas para a ilha Terceira

A Comissão Política do PSD/Terceira está “insatisfeita” com a anteproposta do Plano Regional para 2019, por considerar que se trata de um documento que reedita promessas de investimento para esta ilha, algumas com mais de 10 anos, “numa clara tentativa do Governo de fazer render o peixe para benefício próprio”.

A vice-presidente da Comissão Política de Ilha, explica que uma parte significativa das rúbricas de investimento previstas no Plano Regional do próximo ano já foram discutidas no decorrer, inclusive, desta legislatura, mas “nunca saíram do papel, o que prejudicou a economia da ilha e os terceirenses”.

“O PS e o Governo regional são exímios em anunciar e prometer. Mas tardam em cumprir, prejudicando gravemente a nossa ilha e os Terceirenses”, afirma Mónica Seidi, notando que “aquilo em que a governação socialista está verdadeiramente empenhada é em perpetuar a ideia de que os investimentos serão realizados”.

“Qualquer obra, qualquer infraestrutura que é prometida para a nossa ilha leva uma década até ser concretizada. Essa tem sido a atuação do Governo regional que é suportado pelo PS. Desde o anúncio até a sua conclusão, os socialistas conseguem ‘fazer render o peixe’ durante 10 anos, inscrevendo e reinscrevendo as verbas no Plano sem nunca as executarem”, acrescenta a social-democrata.

“Esta forma de atuação”, reforça a social democrata, “prejudica claramente o potencial de desenvolvimento da ilha, uma vez que a Terceira perde as contrapartidas económicas que as infraestruturas e os investimentos previstos e necessários poderão representar”.

A rampa ro-ro no Porto das pipas, o terminal de carga aérea nas Lajes, o cais de cruzeiros no Porto da Praia, a Zona Económica Especial, bem como o Hub logístico de contentores são alguns dos “investimentos prometidos desde há muito e não executados e que estão hoje à mercê da sua sorte”, frisa a dirigente.

“Para uma ilha como a Terceira, com o seu peso no contexto regional, que elege seis deputados, três secretários regionais e o vice-presidente do Governo, não é aceitável essa postura que é a tradução da inércia e da apatia em que se encontra o Governo regional”, afirma.

Em relação à inscrição no Plano para 2019 de uma rúbrica para a construção do Centro Interpretativo do Algar do Carvão, a Comissão Política de Ilha do PSD/Terceira toma boa nota desta previsão de investimento, mas considera que a Terceira, com a dimensão e com o peso que tem no contexto regional, merecia mais investimentos, além dos que estão prometidos e não executados.

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/plano-regional-anual-psd-critica-repeticao-de-promessas-para-a-ilha-terceira/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.