Participantes na `Baiona Angra Atlantic Race´ são embaixadores dos Açores em Espanha

baionaO Saint Maxime do Monte Real Club de Yates, foi o primeiro a cortar a linha de chegada da primeira etapa da Baiona Angra Atlantic Race, na madrugada do passado dia 9 de julho. A tripulação galega foi a mais rápida a completar a ligação, com um tempo de 5 dias, 13 horas e 43 minutos, com uma velocidade média de 7,2 nós.

“Foi uma boa regata, com uma saída de Baiona dura e nos últimos dias tudo foi mais tranquilo. Aqui em Angra do Heroísmo, tivemos uma receção fantástica graças ao notável trabalho do Angra Iate Clube. Quero também agradecer ao meu armador esta oportunidade” comentou Miguel Lago, skipper do Saint Maxime após a sua chegada a Angra.

Augusto Silva, presidente del Angra Iate Clube, mostrava-se muito feliz e satisfeito com o resultado desta regata, que serviu para também dar a conhecer uma parte do magnifico arquipélago dos Açores: “Esta primeira edição foi um grande desafio, que agora sabemos ter sido ultrapassado com distinção. Quero também agradecer, a todos os que até aqui vieram, e que agora são embaixadores dos Açores em Espanha”, e garantia “Como gostamos de continuar a crescer, ainda esta semana vamos começar a trabalhar para a próxima edição da Baiona Angra Atlantic Race, prevista para 2018”.

O presidente do  Monte Real Club de Yates, José Luis Álvarez, sublinhou a importancia desta regata, que não é apenas uma regata , mas também uma forma de dar a conhecer a beleza destas duas regiões a Galiza e os Açores. “Para o Monte Real Club de Yates de Baiona foi uma honra poder co-organizar como Angra Iate Clube a Baiona Angra Atlantic Race. Trata-se da primeira grande competição náutica que se organiza entre Espanha e os Açores, e estamos muito satisfeitos com a grande aceitação que teve e com a forma como tudo tem decorrido. O nosso desejo e intenção, é que a ligação desportiva entre estes dois países e clubes, se possa prolongar por muitos anos, e se garanta a realização da regata Baiona Angra Atlantic Race de uma forma bianual”, afirmou José Luis Álvarez.

As seis embarcações que se mantêm em prova na Baiona Angra Atlantic Race, regressaram ao mar depois uma semana no paraíso açoreano, as tripulações aproveitaram para conhecer a Ilha Terceira, e a cidade de Angra do Heroísmo. Devido ao pouco vento a largada da segunda etapa teve que ser deferida por duas horas, a frota foi visitada pelos golfinhos, mesmo antes de iniciarem o percurso de 865 milhas que separam Angra do Heroísmo de Baiona.

Os participantes nesta regata oceânica, organizada pelo Monte Real Club de Iates e pelo Angra Iate Clube, com a colaboração da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e do Turismo dos Açores, puderam desfrutar de um merecido descanso na Terceira, muitos consideraram um a ilha verdadeiro paraíso tão perto da península ibérica.

 

 

 

Foto: AIC

AIC/+central

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *