Painho-de-monteiro em risco nos Açores devido a espécies não nativas

painho-de-monteiroA ave painho-de-monteiro, “única no planeta” e que “só se encontra” nos Açores, pode estar em risco devido à presença de espécies não nativas da Região.

Segundo a bióloga Joana Andrade, “a presença de espécies não nativas ao nível de plantas e animais pode ameaçar a espécie. Por exemplo, no ilhéu da Praia (ilha Graciosa), onde se localiza a colónia mais conhecida do painho-de-monteiro, existe a lagartixa da Madeira, da qual temos evidências que não deixam as crias se desenvolverem, morrendo”.

A coordenadora do Departamento Marinho da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) explicou que para além das colónias da ave nos ilhéus da Praia e de Baixo, na ilha Graciosa, “conhecem-se também alguns casais que nidificam em alguns ilhéus das Flores” e, recentemente, percebeu-se que também poderão existir em alguns ilhéus do Corvo.

A especialista afirmou que existem outras espécies que poderão provocar a predação desta ave dos Açores que, por ser “muito pequena”, com cerca de 60 gramas, “é mais suscetível”. Outra das ameaças é a falta de cavidades para nidificar nos ilhéus.

A bióloga declarou que os estudiosos desta espécie endémica chegaram à conclusão que é necessário construir muros artificiais, potenciando-se, assim, os seus habitats e permitindo que a ave possa nidificar com “mais segurança e maior abundância”.

Joana Andrade referiu ainda que, no que toca à relação do mar com a ave, existe “alguma incerteza” sobre se haverá impactos derivados da poluição e capturas acidentais por artes de pesca, a par das alterações climáticas.

O painho–de-monteiro possui uma população de cerca de 350 casais.

No âmbito do projeto ‘Life EuroSAP’, representado em Portugal pela SPEA, decorre até sexta-feira em Santa Cruz da Graciosa um ‘workshop’ de reflexão sobre o painho-de-monteiro, que visa dar um contributo para a definição de um plano de ação europeu para a ave.

 

 

 

Foto: Direitos Reservados

Lusa/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/painho-de-monteiro-em-risco-nos-acores-devido-a-especies-nao-nativas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.