Números do desemprego nos Açores interpretados de maneira diferente por Governo, PSD e PS

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou hoje que a taxa de desemprego nos Açores aumentou de 8,2% para 8,7%, no terceiro trimestre de 2018, enquanto que a média nacional permaneceu nos 6,7%. Para o PSD estes dados “desmentem” o discurso socialista, Governo regional e PS apontam o maior número de empregados dos últimos 10 anos.

Em reação à publicação dos dados, os social democratas açorianos sublinham que o aumento da taxa de desemprego no arquipélago “desmente o discurso irrealista” do executivo, dado que a diferença da Região em relação ao país “se está a agravar”.

“O aumento do desemprego nos Açores desmente o discurso irrealista do Governo regional do Partido Socialista e confirma, infelizmente, a tendência de agravamento da diferença dos Açores em relação ao país, que se tem vindo a acentuar desde o segundo trimestre de 2017”, disse António Vasco Viveiros, acrescentando que “o problema do desemprego tem que ser encarado com realismo e não com propaganda, como tem sido prática do Governo”.

No entender do vice-presidente do Governo dos Açores, os dados divulgados refletem o maior número de empregados dos últimos 10 anos e a maior população ativa de sempre na Região.

“Efetivamente, existem neste momento 112.893 açorianos empregados, que é o valor mais elevado do emprego dos últimos 10 anos”, afirmou Sérgio Ávila, acrescentando que, em relação ao trimestre anterior, “foram criados mais 737 postos de trabalho” e que “há mais 542 Açorianos empregados” do que há um ano.

O titular da pasta do Emprego colocou também em evidência o “enorme aumento” da população ativa.

Também o PS/Açores destaca, admitindo que, neste trimestre, o mercado de trabalho não teve capacidade para incluir todas as pessoas que ficaram disponíveis para trabalhar, o valor que representa o “segundo número de empregos maior de sempre” e este é um facto que “não pode, nem deve, ser ignorado sob pena de se desvalorizar todo o empenho de quem está a criar emprego na Região”.

“A redução do desemprego e a criação de mais emprego, com qualidade e segurança, continuam a ser prioridades para o Partido Socialista e para as empresas e os empresários dos Açores, que em muito têm contribuído para o crescimento da economia açoriana”, referem os deputados socialistas em comunicado.

 

 

Foto: Direitos Reservados

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/numeros-do-desemprego-nos-acores-interpretados-de-maneira-diferente-por-governo-psd-e-ps/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.