Mais passageiros nos aeroportos e menos mercadorias nos portos no 1º trimestre de 2018

Os aeroportos nacionais movimentaram mais 11,9% de passageiros no primeiro trimestre deste ano, face a igual período do ano anterior, enquanto os portos movimentaram menos 9,8% de mercadorias, revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Os 10,6 milhões de passageiros transportados nos primeiros três meses deste ano representaram um aumento de 11,9% face ao primeiro trimestre de 2017 e de 12,5% face ao último trimestre de 2017.

Os aeroportos nacionais registaram 43,7 mil voos comerciais, mais 7% do que nos primeiros três meses de 2017, e os aeroportos do Continente concentraram 83,4% desses movimentos, aumentando 9,9% face ao período homólogo anterior, enquanto nas Regiões Autónomas registaram-se quedas nas aterragens, de 2,8% nos Açores e de 9,3% na Madeira.

O aeroporto de Lisboa concentrou 56,8% dos passageiros movimentados no primeiro trimestre deste ano, com um total de seis milhões, um aumento de 15,9%, enquanto os aeroportos do Porto e Faro registaram movimentos de 2,4 milhões (mais 12%).

No mesmo período, os portos marítimos nacionais diminuíram 4% a entrada de embarcações, para um total de 3.160, e registaram uma queda de 9,8% no movimento de mercadorias que se situou em 21,4 milhões de toneladas.

O porto de Sines, com 10,3 milhões de toneladas, voltou a registar uma diminuição no movimento total de mercadorias, de 17,8% (após ter caído 15,3% e 7,5% nos quarto e terceiro trimestres de 2017, respetivamente, e aumentado 17,2% no primeiro trimestre desse ano), correspondendo a 48,1% do total do movimento de mercadorias nos portos nacionais.

O porto de Leixões também registou menos (-4,6%) movimento de mercadorias, interrompendo a tendência de aumento desde o primeiro trimestre de 2017, enquanto os portos de Aveiro e Setúbal aumentaram 10,4% e 3,6%, respetivamente, e Lisboa manteve o movimento de mercadorias.

Já o transporte fluvial, no período em análise, contabilizou 4,3 milhões de passageiros, traduzindo um aumento de 1,6%, dos quais 4,16 milhões no rio Tejo (mais 2,3%), ou 96,3% do total.

No transporte ferroviário, o número de passageiros voltou a crescer (3,3%) no primeiro trimestre deste ano, para um total de 35,3 milhões, tendo sido o transporte suburbano de passageiros (89,3% do total) a registar a subida mais elevada (mais 3,5%) correspondente a 31,5 milhões de passageiros.

Os passageiros em deslocações interurbanas ferroviárias aumentaram 1,2%, para 3,7 milhões, tendo sido o tráfego internacional (48 mil passageiros) o único a diminuir (2%), segundo o INE, em reflexo da redução de 10,5% em março.

Os dados do INE revelam ainda um aumento de 0,4% dos passageiros transportados no metropolitano nos primeiros três meses do ano, que no conjunto dos sistemas de metropolitano de Lisboa, Porto e Sul do Tejo transportaram 58,5 milhões de passageiros.

Quanto ao transporte rodoviário de mercadorias, o INE registou um aumento de 0,1%, para um total de 41,3 milhões de toneladas, mas no transporte nacional registou uma redução de 1,5% para 34,2 milhões de toneladas e no transporte internacional um aumento de 8,4% para sete milhões de toneladas.

 

 

Foto: Direitos Reservados

Lusa/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/mais-passageiros-nos-aeroportos-e-menos-mercadorias-nos-portos-no-1o-trimestre-de-2018/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.