Maior congregação de Violas da Terra abriu o Festival Cordas

cordasO Festival Cordas acolheu, ontem, músicos e tocadores da tradicional Viola da Terra dos Açores, a viola de dois corações, com uma congregação na Praça da Madalena. O cortejo da tocata improvisada, de duas dúzias de tocadores, levou os presentes até aos Paços do Concelho, ao som de uma chamarrita. Foi a maior congregação de Violas da Terra na ilha do Pico, incluindo tocadores dos três concelhos da ilha e ainda das ilhas do Faial e de São Jorge.

A Câmara Municipal acolheu apresentações do Grupo de Tocadores de Viola da Terra de São Jorge, da Casa da Música da Candelária e ainda de indivíduos que apresentaram os seus estilos com o instrumento mais singular da região. É aqui que o público também pode visionar a exposição “Tocadores”, um trabalho da Olaria Projetos de Arte e Educação do Brasil, que fica patente até ao final do mês de setembro.

Terry Costa, o diretor artístico da associação MiratecArts, explicou, aquando da apresentação da abertura desta exposição, que juntamente com a entidade brasileira parceira da associação, espera incentivar indivíduos a participarem na pesquisa sobre músicos e instrumentos de corda na ilha do Pico, assim como em todas as ilhas dos Açores, para produzir uma exposição regional no mesmo estilo da que se pode encontrar no festival.

Marco Costa, vice-presidente da Câmara Municipal da Madalena, parceira oficial deste projeto, representou o executivo camarário e expressou que “desde o início da associação, a Câmara decidiu ser uma parceria da MiratecArts para desenvolver artes no concelho. Sabe-se que com MiratecArts podemos esperar eventos de sucesso.”

São Jorge estava em peso na abertura da primeira edição do Festival Cordas. Liderados por Renato Bettencourt, uma dúzia de tocadores da ilha vizinha, atravessaram o canal para dar o seu contributo. O Grupo de Tocadores de Viola da Terra de São Jorge organizam anualmente um encontro de violas na sua ilha e agora esperam que a sua participação no Cordas seja um evento anual.

O artista Pieter Adriaans, um artista holandês a residir em São Jorge, liderou o workshop de pintura onde os participantes conseguiram realizar uma pintura acrílica em tela de uma Viola da Terra.

 

 

 

 

Foto: Elisabete de Sousa

MiratecArts/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/maior-congregacao-de-violas-da-terra-abriu-o-festival-cordas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.