Integrar o Mel dos Açores na Rota do Turismo é objetivo do Fórum Nacional da Apicultura

Mel PVReforçar a integração do mel açoriano na rota do Turismo, através da dinamização da produção local, constitui um dos objetivos principais do XVII Fórum Nacional da Apicultura e da XV Feira do Mel, que decorrem, de 14 a 16 de outubro, nas cidades de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória. O certame foi apresentado hoje, no Salão Nobre dos Paços do Concelho da autarquia praiense.

“Com a concretização de iniciativas desta natureza será possível dotar os produtores de mel locais e regionais de conhecimentos essenciais à dinamização do sector apícola. Esta é uma oportunidade de mostrarmos junto da população e, concretamente, dos empresários as mais-valias deste produto a nível gastronómico, dando a conhecer junto de quem nos visita o que de melhor se faz na nossa terra”, referiu o Presidente da Câmara Municipal, Tibério Dinis.

“Este conjunto de ações enquadra-se na posição estratégica do Município da Praia da Vitória, que visa a promoção e diversificação de produtos açorianos, nomeadamente através da realização de feiras dedicadas à produção biológica, agrícola e florícola, de entre outras, o que muito nos enriquece culturalmente”, acrescentou.

“Gostaria de salientar o trabalho extraordinário da ilha Terceira na valorização do mel. Atualmente, verifica-se um aumento significativo da produção local associada à qualidade, o que muito nos orgulha. Neste sentido, poderemos trilhar um caminho de sucesso além -fronteiras, levando o nome dos Açores mais longe”, disse.

O Município da Praia da Vitória associa-se a este evento ao nível da logística, através da cedência e montagem de estruturas, no sentido de proporcionar as condições necessárias ao bem-estar de todas as pessoas que pretendam frequentar o Auditório do Ramo Grande (ARG) e a Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira (AJAIT), locais escolhidos para o efeito.

Segundo José Azevedo, Presidente da Associação Agrícola da Ilha Terceira (AAIT), “este certame, que ocorre pela primeira vez no Arquipélago dos Açores, visa aprofundar a troca de experiências entre apicultores, dirigentes, técnicos, investigadores e fornecedores de mel. Deste modo, será possível fortalecer as relações profissionais, negociais, científicas e pessoais, contribuindo para o crescimento do setor apícola”.

“A XV Feira do Mel assume um caráter internacional na medida em que contará com a presença de empresas provenientes da Finlândia e da Itália, assim como  com algumas das principais empresas portuguesas do setor. Para além destas entidades, estará ainda patente uma exposição de méis, bem como equipamentos, tecnologia e materiais ligados ao setor”, concluiu.

Considerando o programa previsto para estes dias, o responsável da AAIT destacou ainda, no dia 15, uma palestra subordinada à temática da Apicultura nas ilhas da Macaronésia, que contará com a presença  de representantes da Madeira, Canárias, Cabo Verde e Açores.

Luís Souto, investigador da Universidade dos Açores, referiu o papel fundamental da comunidade científica na certificação de produtos açorianos como o “Mel dos Açores” – Denominação de Origem Protegida (DOP) e na sua consequente comercialização.

” O Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores torna-se parceiro científico deste evento, uma vez que estamos a desenvolver um projeto de investigação sobre as características físico-químicas e polínicas do mel. Assim, será possível determinar alguns dos meios que possam influenciar a certificação do produto, contribuindo para reforçar a sua comercialização”, enalteceu.

Programa XVII Fórum Nacional da Apicultura e da XV Feira do Mel

No dia 14 de outubro, o Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores acolhe, entre as 09h00 e as 16h30, os workshops de “Produção e processamento de cera”; “Produção de própolis”; “Produção de pólen”; e “Produção de cosméticos utilizando produtos da colmeia”, ministrados por Fernando Duarte, Hélder Garção, António Lemos e Maria João Sousa, respetivamente.

A partir das 18h00, tem início a cerimónia de abertura da XV Feira Nacional do Mel, no Auditório do Ramo Grande (ARG), seguida da inauguração da XV Feira Nacional do Mel, na Academia de Juventude e das Artes da Ilha Terceira (AJAIT). Pelas 20h00, estão previstas diversas atividades pedagógicas para as crianças, promovidas pelas valências educativas da Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória, na AJAIT. A animação musical está a cargo da banda “Rapazes da Canada de Trás”, às 22h00, no mesmo local. O encerramento decorre às 23h00.

A 15, pelas 09h30, no ARG, tem início o painel subordinado ao tema “O presente e futuro da apicultura em Portugal e na União Europeia”, moderado por Fernando Sousa. Neste painel serão abordadas as seguintes temáticas: “Evolução do estatuto sanitário do efetivo apícola nacional”, com a presença de Yolanda Vaz; “A importância económica da preservação das abelhas e polinizadores e o papel dos apicultores profissionais”, ministrada por Walter Haeteker; e “Interface: Apicultura e Agricultura”, protagonizada por Noá Simon .

Entre as 11h45 e as 13h15, decorre uma mesa redonda sob o tema “Apicultura nas ilhas da Macaronésia”, com a presença de Manuel Moniz da Ponte; Duarte Silva; Elizardo Monzón; e Eduarda Fernandes .

Das 15h00 às 16h45, serão abordadas quatro temáticas, nomeadamente “Deteção de pesticidas em abelhas e mel em Portugal”; “Nosema ceranae em abelhas dos Açores e da Madeira”; “Interação entre a genética materna das populações de abelhas e doenças”; e “APISIG- Modelação espacial do potencial de exploração apícola utilizando sistemas de informação geográfica”, protagonizadas pela moderadora Joana Godinho, Berta São Bráz, Raquel Martín – Hernandez, Alice Pinto e Ofélia Anjos, respetivamente.

A partir das 17h00, estão previstas as apresentações de Luís Souto, Miguel Vilas Boas e Maria de Lurdes Dapkevicius, subordinadas aos seguintes temas:” CarmelA – Estudos das características fisíco-químicas e polínicas do mel dos Açores”, ” O mel de rosmaninho português: um alimento funcional e fonte de nutracêuticos”, e” Ação antibacteriana do mel”. Estas ações têm como moderador Alfredo Borba.

No mesmo dia, na AJAIT, tem início, a partir das 10h00, a XV Feira Nacional do Mel, com o espaço pedagógico para  crianças, seguindo-se, pelas 17h30, da apresentação do Teatro de Fantoches “Famílias de Mel”, organizado pelo Núcleo de Iniciativas de Prevenção e Combate à Violência Doméstica da Santa Casa da Misericórdia da Praia da Vitória. O encerramento decorre às 23h00.

A 16 de outubro, a feira reabre, no período entre as 10h00 e as 22h00, no mesmo local. O espaço pedagógico para crianças funcionará das 14h00 às 20h00.

Quaisquer informações adicionais podem ser consultadas através do endereço de correio eletrónico:www.forumapicultura.pt.

Este evento foi organizado pela Associação Agrícola da Ilha Terceira, em colaboração com a Câmara Municipal da Praia da Vitória, a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e o Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores

A iniciativa tem o apoio do Governo Regional dos Açores, através do programa Açores 2020/FEDER.

 

 

 

 

Foto: CMPV

GI CMPV/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/integrar-o-mel-dos-acores-na-rota-do-turismo-e-objetivo-do-forum-nacional-da-apicultura/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.