Graça Silveira quer potenciar capacidades científicas e culturais de Angra do Heroísmo

A candidata do CDS-PP à Câmara Municipal de Angra do Heroísmo defende que a Baía de Angra e o Porto das Pipas “têm que ser pólos dinamizadores da economia, da cultura e da ciência”, apresentando propostas que vão desde as ligações marítimas com as outras ilhas do Grupo Central, à criação do roteiro “da baía dos galeões e dos tesouros” até ao estabelecimento de parcerias com a Universidade dos Açores na área da arqueologia subaquática.

Após uma ação onde percorreu, acompanhada de vários elementos da sua lista, todo o espaço envolvente à baía que deu nome à cidade, esta terça-feira, Graça Silveira afirmou que “para que Angra se torne mais competitiva o Porto das Pipas e a baía de Angra têm que se afirmar como um pólo de desenvolvimento económico, cultural e científico”.

“A baía de Angra do Heroísmo faz parte integrante da rota dos Descobrimentos. Existe um parque arqueológico subaquático de naus e outras embarcações que naufragaram ao longo dos últimos quatro séculos. É fundamental colocar este património ao serviço da cultura dos Angrenses e vendê-lo bem a quem nos visita, criando um roteiro a bordo de uma réplica de um galeão que promova passeios turísticos e, simultaneamente, funcione com um centro interpretativo da história da baía”, defendeu. Ainda na vertente da potenciação turística, a candidata do CDS lembra que “todos os anos, milhões de pessoas gastam dezenas de milhões de euros em viagens e pacotes de mergulho”, sendo que “fenómenos recentes, como o terrorismo, levam a que muitos desses turistas procurem novos destinos” e lembrando que, por exemplo, “a reserva do Lidador é uma reserva arqueológica subaquática capaz de potenciar uma nova aposta do turismo nos Açores, o mergulho arqueológico”.

Por outro lado, Graça Silveira revela que “é fundamental e urgente avançarem as obras no cais do Porto das Pipas, ao nível do acrescento do molhe acostável e da construção da rampa ro-ro. Angra fica também mais competitiva se estiver mais próxima das outras ilhas do Grupo Central e se puder especializar-se na captação de cruzeiros temáticos, em vez de grandes cruzeiros”.

Ao nível científico, a candidatura do CDS-PP diz que “a baía de Angra tem condições científicas únicas no Mundo”, considerando que este “é um local onde a UNESCO teria todo o interesse em instalar um centro que organize congressos e ações de formação que atraem investigadores de todo o mundo”, bem como “protocolar com a Universidade de Açores a realização de uma pós-graduação em Arqueologia Subaquática, em parceria com organizações de grande escala, como a Nautical Archaeological Society (NAS) e o Archaeological Institute of America (AIA)”.

“Colocar a baía e o seu porto ao serviço de uma Angra mais competitiva é o que o CDS preconiza. É urgente projetar Angra cidade Património Mundial da UNESCO com todo o potencial da sua baía em naufrágios ibéricos, como a Baía dos Galeões e dos Tesouros”, finalizou Graça Silveira.

 

 

 

 

Foto: CDS-PP Açores

GI CDS/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/graca-silveira-quer-potenciar-capacidades-cientificas-culturais-de-angra-do-heroismo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.