Graça Silveira quer Mercado Municipal “moderno e dinamizado” no centro da cidade

A candidata do CDS-PP Açores à presidência da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo afirmou hoje que “com o CDS-PP na liderança da autarquia, o Mercado Duque de Bragança ficará na localização atual, no centro da cidade, mas sofrerá obras e melhorias que lhe permitirão tornar-se moderno e dinamizado para os Angrenses e para os turistas”.

Após visitar o mercado e contactar com os comerciantes locais (“cada vez menos”, registou), Graça Silveira, apresentou a proposta do CDS-PP: “Fazer aqui o novo Mercado de Angra, servido por um novo parque de estacionamento, a edificar nos terrenos do Seminário, com acesso direto e a primeira hora gratuita, possibilitando que o nosso mercado seja um espaço que dê vida à cidade”.

Dos contactos que teve com os comerciais locais, ouviu queixas à atual gestão socialista daquele recinto e constatou que “o problema das pragas, nomeadamente de ratos, continua por resolver”, assim como um outro sem número de “questões básicas de higiene e sanidade que nunca foram resolvidas com a promessas de uma nova obra, quando, na realidade, nunca se fez obra, nem se deu a mínima dignidade a quem todos os dias trabalha e vende os seus produtos no mercado”.

Aliás, disse a candidata do CDS-PP, “a sensação que fica é que a atual gestão socialista da Câmara de Angra quer criar tantos constrangimentos aos poucos comerciantes que subsistem e resistem, ao ponto de os levar a desistir da atividade e, desta forma, acabar com o mercado municipal em Angra”.

Para além disso, acrescentou, “não adianta manter o mercado aberto até às 19horas quando não existe qualquer tipo de atividade que chama pessoas ao mercado, assistindo-se ao lamentável espetáculo de turistas entrarem no recinto e verem unicamente uns cortinados a fechar as bancas”.

Graça Silveira referiu ainda que, na visão dos populares, “o mercado tem que ser uma montra daquilo que temos de melhor, dos nossos produtos hortofrutícolas, da carne açoriana, do pescado fresco, do nosso artesanato e gastronomia, mas, mais do que isso, tem que ser um ponto de encontro e um espaço de convívio no centro da cidade”.

A cabeça de lista acentuou que o CDS-PP sempre defendeu “um mercado com tipologia de praça, na baixa da cidade, que crie uma relação de proximidade e que contribua para a recuperação do hábito de comprar na praça os nossos produtos frescos”, advogando que o futuro do mercado de Angra, na solução do CDS, passa por “modernizar, sem perder a tipicidade, dinamizando um espaço fundamental como elemento identitário para os Angrenses e que possibilite experiências únicas a quem nos visita”.

 

 

 

 

Foto: CDS-PP Açores

GI CDS-PP/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/graca-silveira-quer-mercado-municipal-moderno-e-dinamizado-no-centro-da-cidade/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.