Governo Regional quer colmatar falta de 50 médicos nos Açores

O secretário regional da Saúde afirmou hoje que está empenhado em fixar médicos nos Açores, incentivando a possibilidade de investigação e de prosseguirem a formação em mestrados, doutoramentos ou outras pós-graduações.

“O Governo Regional já está a trabalhar nesse sentido”, frisou Rui Luís, em declarações no final de uma reunião com o Sindicato Independente dos Médicos (SIM), salientando que a fixação destes profissionais na Região “não passa apenas por incentivos financeiros”.

O governante salientou ainda ser “necessário que a abertura de concursos para os médicos que terminam o internato seja mais célere, para que os médicos se decidam por ficar nos Açores”.

Por sua vez, o secretário-geral do SIM disse que faltam pelo menos 50 especialistas em medicina geral e familiar nas unidades de saúde dos Açores, defendendo, igualmente, a necessidade de implementar “medidas para fixar estes profissionais”.

“Há uma grande carência de profissionais não só aqui na região autónoma, mas no continente também”, referiu Jorge Roque da Cunha, acrescentando que “o problema não se circunscreve aos centros de saúde”.

O médico salientou que, nos hospitais, “o que está a acontecer, neste momento, é que os profissionais que existem, em muitas especialidades, estão envelhecidos, estão a ficar cada vez mais próximos da reforma”, realçando que a “nova geração de médicos não pensa só nas questões financeiras”.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/governo-regional-quer-colmatar-falta-de-50-medicos-nos-acores/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.