Governo dos Açores refuta acusações de inação na lagoa das Sete Cidades

O diretor regional do Ambiente refuta as criticas, do PSD/Açores, de inação do Governo dos Açores na lagoa das Sete Cidades, realçando que existe um “profundo desconhecimento” dos social democratas sobre a qualidade da água na lagoa.

Referindo, em declarações à Lusa, que tem havido uma “evolução do estado trófico” da mesma ao longo dos últimos anos, Hernâni Jorge afirmou que “nesta altura do ano é natural que surjam pelas condições climatéricas resultantes da conjugação da temperatura com a humidade, e também pela ausência de vento, a concentração de alguns volumes de algas que provocam uma aparência amarelada das águas, mas isso, de forma alguma, se pode atribuir a uma degradação da qualidade da água”.

O responsável adiantou que “ambas as lagoas deixaram de estar classificadas como eutrofizadas”, tendo anunciado que a ceifeira aquática das Sete Cidades vai estar, de novo, operacional, estando a ser recuperada até finais de agosto, visando retirar algas de maior dimensão.

Hernâni Jorge explicou que este é um “processo lento e demorado”, não existindo “soluções milagrosas”, implicando uma “ação permanente e persistente” dos serviços da direção regional do Ambiente.

 

 

 

 

Foto: Direitos Reservados

Lusa/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/governo-dos-acores-refuta-acusacoes-de-inacao-na-lagoa-das-sete-cidades/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.