Francisco Lacerda homenageado em emissão filatélica dos CTT

Os CTT – Correios de Portugal lançam amanhã, dia 19 de fevereiro, a emissão filatélica Vultos da História e da Cultura, na qual homenageiam sete personalidades marcantes da história e cultura portuguesas. Sophia de Mello Breyner Andresen, Fontes Pereira de Melo, Gago Coutinho, Francisco de Lacerda, Fernando Namora, Jorge de Sena e Joel Serrão forem os escolhidos para serem imortalizados nesta emissão dos CTT.

Direitos Reservados

Sophia de Mello Breyner Andresen (1919-2004) é um nome incontornável na poesia e literatura portuguesa, tendo recebido o Prémio Camões e o Prémio Rainha Sophia de Poesia Ibero-Americana, entre outros. Natural de Lisboa, onde sempre viveu, foi também autora de contos infantis, dos quais A Menina do Mar e a Fada Oriana serão os expoentes máximos. Destacou-se ainda como tradutora de Shakespeare e Dante.

Fontes Pereira de Melo (Lisboa, 1819-1887) foi um dos principais políticos portugueses do século XIX, impulsionando enquanto Ministro as obras públicas, no que ficaria conhecido como “Fontismo”. Foi graças ao seu empenho que foi introduzido o telégrafo elétrico em Portugal, que foram construídos quilómetros de estradas e caminhos de ferro, e foi criado o ensino industrial e agrícola.

O feito que imortalizou Gago Coutinho foi a primeira travessia aérea do Atlântico Sul, com Sacadura Cabral. Mas o oficial da Marinha – chegou a Almirante em 1958 – foi também um homem de ciência, tendo revolucionado a navegação aérea ao desenvolver um sextante com horizonte artificial, ao qual chamou “astrolábio de precisão”. Faleceu em 1959, em Lisboa, aos 90 anos.

Francisco de Lacerda foi um compositor, maestro e musicólogo, natural dos Açores (São Jorge), que se notabilizou no meio artístico no final do século XIX e princípio do século XX. Começou a tocar piano aos quatro anos, dirigiu grandes orquestras por toda a Europa e participou na Exposição Universal de Paris (1900). Publicou o Cancioneiro Musical Português e foi fundador da Filarmónica de Lisboa. Faleceu em Lisboa, em 1934, aos 65 anos.

Fernando Namora exerceu como médico toda a sua vida, mas foi como escritor que se tornou um dos nomes mais relevantes da literatura portuguesa do século XX – foi proposto para o Nobel em 1981. Retalhos da Vida de um Médico e O Trigo e o Joio são duas das suas obras mais relevantes, ambas adaptadas ao cinema. Pertenceu à Geração de 40 e participou no Novo Cancioneiro. Faleceu em 1989, em Lisboa.

Jorge de Sena evidenciou-se como poeta, ficcionista, crítico, ensaísta, historiador e tradutor. Opositor do Estado Novo, exilou-se no Brasil, onde se dedicou ao ensino de Literatura. A sua bibliografia integra mais de 20 coletâneas de poesia, o romance Sinais de Fogo e cerca de 40 volumes de crítica e ensaio. A instauração da ditadura militar no Brasil levou a que tenha ido para os EUA, onde faleceria em 1978.

Joel Serrão, nascido em 1919 na Madeira, destacou-se como historiador e ensaísta. Foi professor universitário e integrou o Conselho de Administração da Fundação Calouste Gulbenkian. Estudou personalidades fundamentais na evolução da cultura e das ideias, como Cesário Verde e António Sérgio. O seu famoso Dicionário de História de Portugal foi elaborado ao longo de 10 anos. Faleceu em Sesimbra, em 2008.

Esta emissão filatélica é composta por sete selos com um valor facial de 0,53€ e uma tiragem de 100 mil exemplares. A coleção de selos tem o formato 40×30,6mm e o design do Atelier Design&etc / Hélder Soares.

As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas Restauradores em Lisboa, Município no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.

+central

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/francisco-lacerda-homenageado-em-emissao-filatelica-dos-ctt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.