Festival Cordas tocou nos corações de açorianos e visitantes

CordasNa semana de 11 a 18 de setembro, aconteceu o primeiro Festival Cordas, músicas do mundo, na Madalena do Pico. Organizado pela associação MiratecArts, em parceria com a Câmara Municipal da Madalena, o festival chegou diretamente a mais de 2000 pessoas que participaram em workshops, conversas e assistiram aos concertos de instrumentos de corda.

Visitas à exposição, patente nos Paços do Concelho, e milhares de comunicações através das redes sociais foram vistas e partilhadas, levando o nome do festival, da Madalena, do Pico e dos Açores muito mais além. 

Momentos únicos foram proporcionados nestes dias de partilha de música com talentos excepcionais. O Palco da Praça da Madalena viu grandes músicos da nossa terra, de Portugal e do estrangeiro.

Desde o timple das Canárias por Beselch Rodriguez, ao cavaquinho do Amadeu Magalhães, a harpa de Silveira Anjos Teixeira e a Viola da Terra de Rafael Carvalho, que juntos no palco, acompanhados nas guitarras por César Carvalho e Marco del Castillo, encerraram a noite de sábado com uma chamarrita, a música mais tradicional do Pico, mas nesta configuração nunca antes apresentada, e com instrumentos que nem a conheciam.

Programas didácticos foram apresentados pelas escolas da mais populosa vila da ilha do Pico, levando instrumentos até aos jovens. “Esta foi uma parte muito importante do festival, ” diz Terry Costa, o diretor artístico da MiratecArts. “Temos que dar visibilidade ao que é nosso. E tudo começa em casa, na escola, na nossa ilha, só assim se pode crescer.”

Mensagens por email, facebook, e o livro providenciado na Câmara, chegaram até à associação como nunca antes acontecido. “Não estava à espera das pessoas, sendo elas mesmo da ilha e até visitantes, de se expressaram com tanta paixão sobre este projeto,” continua Terry Costa, “É lindo ver que o nosso trabalho toca nos corações da audiência. Talvez consigamos ultrapassar algumas barreiras e aconchegar o coração que parte e o que fica, da Viola da Terra. Estrangeiros a quererem comprar violas da terra;  picarotos a pedirem mais dias de concertos e a partilharem histórias de outros tempos de folgas e convívios. Tem sido uma semana muito enriquecedora.” 

Será que vai haver uma segunda edição do Festival Cordas? Esta é a pergunta número um dos últimos dias. “Esta primeira edição só foi possível com a parceira da Câmara Municipal da Madalena,” conta Terry Costa. “Foram dois anos de procura de casa, e depois do Presidente da Câmara, José António Soares, ter abraçado o projeto, foram 9 meses de preparação até ao dia de abertura. Para se começar algo novo nesta terra é necessário muito trabalho e esforço. Agora temos que ver se a própria Câmara e outras entidades estão dispostas a apoiar, porque mesmo que tenhamos muita energia e vontade, é sempre necessário apoio financeiro e logístico, quando se fala num projeto desta envergadura.” 

Foto: Patrício Cordeiro

MiratecArts/+central

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *