Festival Azores Fringe leva música além-mar

No fim de semana passado, o Valzinho das Lajes das Flores apresentou Kabeção, o músico conhecido mais pela sua prestação no Portugal Got Talent, com seu instrumento Handpan.

Num cenário mágico, na freguesia da Fazenda, o músico recebeu no palco piscina a cantautora Nina, uma das artistas que participa no Fringe desde o início, há 5 anos atrás. Mas a música continua no festival internacional Azores Fringe.

O Museu dos Baleeiros, no Pico, apresenta todas as terças-feiras um programa de performance, incluindo este dia 13 junho Luis Fernandes com seu projeto CACO – onde as imagens produzem sons. O concerto inclui video arte e música experimental coletada numa pesquisa pela ilha montanha e que arrancará pelas 21h30 no Auditório mais emblemático da ilha.

No dia 14 de junho, é a vez de São Miguel e a Associação de Juventude Viola da Terra trazerem-lhe uma nova sugestão, pensada propositadamente para o Azores Fringe Festival: “Sonoridades… uma partilha musical”. Neste evento, três músicos apresentarão peças a solo e, depois, em duo e trio: Gianna De Toni, no Contrabaixo, Jorge Valério, no Hang Drum e Rafael Carvalho, na Viola da Terra. Esta fusão musical, experimentada pela primeira vez nas nossas ilhas, foi pensada como um serão de partilha musical de sonoridades, dentro daquele que é o âmbito do Fringe e ocorrerá no edifício da Holistika Azores, em Ponta Delgada, pelas 21 horas.

 

 

 

 

Foto: MiratecArts

MiratecArts/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/festival-azores-fringe-leva-musica-alem-mar/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.