Execução do PREIT “não está a resolver os problemas económicos” da Terceira

PSD TerceiraO candidato do PSD/Açores pelo círculo eleitoral da Terceira, às eleições regionais de 16 de outubro, constatou hoje que a execução do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT) “não está a resolver o problema da Base das Lajes”.

“O PREIT, concretamente naquelas medidas que o Governo Regional reservou para si e que afirma já ter executado em cerca de 80%, não têm obtido os resultados pretendidos”, referiu João Ormonde, após contatos com empresários que desenvolviam negócios com o Destacamento Militar dos EUA na Base das Lajes.

O social democrata referiu, inclusive, que “persistem as mesmas queixas e constatações relativas aos enormes prejuízos resultantes da quebra abrupta e muito significativa no volume de negócios com os norte-americanos”.

“Em alguns casos, concretamente ao nível da restauração e mercado de arrendamento, e até empresas de menor dimensão ou familiares, cujos negócios assentavam quase exclusivamente naquele mercado, praticamente desapareceram”, afirmou.

De resto, acrescenta, “não se conhece ainda objetivamente quais são essas medidas executadas ou em curso e muito menos ainda o que pretende fazer o Governo da República”.

“Se este PREIT não serve, então que se deite ao lixo e se faça um plano concretizável e que possa ser viabilizado pelas partes corresponsáveis”, disse João Ormonde.

“Há uma situação de impasse relativamente às infraestruturas devolutas, constatando-se já alguma degradação dos prédios e um aparente abandono de alguns edifícios, concretamente nos bairros habitacionais”, referiu.

Segundo João Ormonde, “o Estado português tem de definir, de uma vez por todas. o que pretende fazer com essas infraestruturas, sob pena de decidir demasiado tarde para um eventual uso em condições de utilização das mesmas”.

“Fazendo uso das suas competências próprias, tanto o Governo da República como o executivo açoriano têm de ser mais proactivos na concertação e aplicação prática de medidas concretas que possam realmente mitigar os impactes sociais e económicos decorrentes da restruturação da Base das Lajes”, considerou.

Para João Ormonde, “o PREIT não dispensa nem substitui o esforço diplomático e bilateral que deve persistir, no sentido de confrontar os norte-americanos com os resultados e consequências da atual restruturação junto da comunidade que os acolhe”

“Isso acontece num plano mais restrito do uso das infraestruturas, a não ser que, como seria legitimo esperar de um aliado, reponha alguma atividade ou valência que menorize os efeitos decorrentes desta medida unilateral”, concluiu.

 

 

 

 

Foto: PSD Açores

GI PSD/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/execucao-do-preit-nao-esta-a-resolver-os-problemas-economicos-da-terceira/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.