EUA e Canadá deportaram 174 cidadãos portugueses no ano de 2017

O Relatório Anual de Segurança Interna do ano de 2017 revela que foram deportados ou expulsos para Portugal 637 cidadãos portugueses, sendo que 174 são provenientes dos Estados Unidos da América (EUA) e do Canadá.

No documento que será hoje analisado na audição ao ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, é referido que destes 637 cidadãos portugueses 391 são provenientes de países da Europa e 246 do resto do mundo.

A Direção Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas (DGACCP) apenas pode tipificar os casos onde é solicitado apoio social à chegada.

Relativamente ao Canadá, os 103 cidadãos portugueses expulsos provêm exclusivamente das áreas de jurisdição dos Consulados Gerais de Portugal em Toronto e Vancouver, com as principais razões de expulsão repartidas entre antecedentes criminais e permanência ilegal. Dos cidadãos repatriados 93% são oriundos da Região Autónoma dos Açores.

No que diz respeito aos EUA, foram expulsos 61 cidadãos portugueses. O maior número de cidadãos portugueses deportados provém da área de jurisdição do Consulado de Portugal em New Bedford e a principal razão de deportação reparte-se igualmente entre a existência de antecedentes criminais (assaltos, roubos, violência doméstica e sexual, entre outros) e a prática de crime de permanência ilegal.

Nos EUA, 48% dos cidadãos portugueses repatriados residiam em New Bedford, 23% em Newark, 21% em Washington, 5% em São Francisco e 3% em Nova Iorque.

Relativamente ao local de nascimento dos cidadãos deportados, a maior parte é oriunda da Região Autónoma dos Açores.

 

 

 

 

 

Foto: Direitos Reservados

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/eua-e-canada-deportaram-174-cidadaos-portugueses-no-ano-de-2017/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.