Equilíbrio entre quotas de pescado e rentabilidade é a chave para o sucesso da pesca nos Açores

CordeiroO líder do PS/Açores manifestou ontem, na ilha das Flores, “plena confiança” que o setor das Pescas vai vencer os desafios com que está confrontado. “Vamos conseguir vencer, em parceria com os pescadores, os armadores e demais agentes do setor o desafio da sustentabilidade. Neste particular, é fundamental encontrar um bom ponto de equilíbrio entre a exigência que o regime de quotas que a UE impõe para algumas espécies e a indispensável melhoria dos rendimentos dos pescadores”, afirmou Vasco Cordeiro.

“Já conseguimos melhorar o preço médio do kg do pescado em lota e estamos a proceder a investimentos essenciais na modernização de infraestruturas portuárias e de apoio às pescas. Estamos a trabalhar, todos juntos, para promover um setor sustentável, moderno e que salvaguarde e melhore o rendimento dos pescadores”.

Em declarações no final de uma reunião com a Associação de Pescadores Florentinos, o presidente e candidato do PS/Açores, às eleições legislativas regionais, recordou que, na legislatura que está a terminar, foram investidos mais de 26 milhões de euros em infraestruturas de apoio às Pescas, construção de novos portos, requalificações de portos mais antigos, modernização da frota pesqueira ou no aumento da capacidade de fornecimento de gelo.

Vasco Cordeiro considerou “da maior importância” que a Região tenha infraestruturas portuárias “modernas, capazes de proporcionar grande segurança, comodidade e excelentes condições de trabalho para os nossos pescadores”.

Referindo-se ao caso concreto das Flores, o líder socialista destacou a “recente consignação da requalificação do Porto das Poças, um investimento de 10 milhões de euros”, lembrando outras empreitadas realizadas nas Flores, como por exemplo “o Núcleo de Recreio Náutico, a Gare Marítima, os melhoramentos no Porto das Lajes das Flores ou o reforço da cobertura da Lota de Santa Cruz das Flores”.

“Muito foi feito, mas muito mais há a fazer no setor das pescas para melhorar os rendimentos e motivar quem se dedica a esta atividade. O tempo é de concentrar todos os esforços na valorização do rendimento dos pescadores. Porque não se pretende que se pesque mais. Queremos, sim, uma maior valorização do nosso pescado”, realçou o socialista açoriano.

 

 

 

Foto: PS Açores

GI PS/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/equilibrio-entre-quotas-de-pescado-e-rentabilidade-e-a-chave-para-o-sucesso-da-pesca-nos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.