Elevado número de apoios sociais revela falhanço das políticas na sociedade (Vídeo)

Passos CoelhoO líder nacional do Partido Social Democrata (PSD) afirmou hoje que um grande número de beneficiários de apoios sociais revela o falhanço dessas políticas na sociedade.

“Quantas menos pessoas precisassem do Rendimento Social de Inserção (RSI) melhor os nossos objetivos seriam atingidos. Significaria que menos carências existiriam”, afirmou Pedro Passos Coelho na sua intervenção, na sessão de abertura da Universidade de Verão da JSD/Açores.

No entender do presidente do PSD, “não é alargar o RSI para que cada vez mais pessoas o possam receber”. Passos Coelho considera que se deve “trabalhar para que cada vez menos pessoas precisem de aceder ao RSI”.

O ex-Primeiro-ministro revelou que, quando chegou ao Governo da República, a “lógica do RSI estava errada”.

“Chegamos à conclusão que, ao cabo de 10 e 12 anos, permaneciam, nesse regime, uma parte significativa daqueles que tinham entrado no inicio”, referiu, frisando que “não é para isso que serve o RSI”.

Passos Coelho entende que o Estado “não deve cristalizar”, na vida das pessoas, essa dependência.

“Se tal acontece, temos de reavaliar a política. Alguma coisa está errada na maneira como concebemos este instrumento”, frisou.

Segundo o líder dos sociais democratas, apenas para pessoas que revelem um grau de dependência inteletual, física, que não podem superar, “tem de haver, para todo o sempre, o apoio solidário da sociedade”.

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/elevado-numero-de-apoios-sociais-revela-falhanco-das-politicas-na-sociedade-video/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.