Duarte Freitas critica “poderes fáticos” e realça que “quem manda no PSD são os militantes”

O presidente do PSD/Açores criticou ontem que surjam pessoas que queiram mandar nas estruturas partidárias sem terem o apoio dos seus militantes.

“É inconcebível continuar a haver poderes fáticos que queiram mandar nas estruturas do partido sem terem os votos dos militantes”, afirmou Duarte Freitas, na sua intervenção no 37º Congresso do PSD, que decorre em Lisboa, acrescentando que “comigo, em líder do PSD/Açores, quem manda são os militantes”.

Num discurso recheado de criticas internas, o presidente dos social democratas açorianos salientou, em consonância com as declarações de Rui Rio, que “o partido não pode ser um grupo de amigos”.

“O partido não pode ser um grupo de amigos. As estruturas partidárias não podem ser um grupo de amigos”, realçou, esclarecendo que não o podiam ser no passado, não podem ser no presente e não devem ser no futuro.

Duarte Freitas, dirigindo-se ao novo líder nacional do PSD, enfatizou que, se o partido não vencer as próximas eleições legislativas, não deve “dar as mãos ao Partido Socialista”.

“O Partido Socialista fez uma escolha: a esquerda radical. Quem quer o Partido Socialista e a esquerda radical tem de optar por esse ângulo. Quem não quer, tem de optar pelo PSD e pelos partidos da direita”, afirmou, realçando que existe uma assimetria brutal entre as políticas do PS e as do PSD.

“Enquanto o PSD pensa no Estado, enquanto o PSD tem um pensamento institucional, o Partido Socialista tem, meramente, um pensamento partidário”, disse, avisando que “conheço bem Carlos César, o alter ego de António Costa, e não se pode fazer negociações, não se pode dar a mão, com pessoas com aquela personalidade”.

Duarte Freitas constatou que o PS “é, cada vez mais, o partido do Estado e dos interesses” e entende que o PSD tem de ser o partido das pessoas, que “está junto dos cidadãos”.

O presidente do PSD/Açores deixou ainda, na sua intervenção, largos elogios ao desempenho do anterior líder do PSD nacional, Pedro Passos Coelho, deixando a garantia que os social democratas açorianos vão estar ao lado de Rui Rio no caminho para a vitória nas legislativas de 2019, desde que os interesses do PSD na Região sejam respeitados.

 

 

 

 

Foto: PSD

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/duarte-freitas-critica-poderes-faticos-e-realca-que-quem-manda-no-psd-sao-os-militantes/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.