Contaminação na Terceira: relatório confirma “boa qualidade da água” na Praia da Vitória

J Edgardo Vieira

O mais recente relatório de análise e acompanhamento dos trabalhos de reabilitação para melhoria da situação ambiental na Praia da Vitória, produzido pelo LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil e relativo ao segundo semestre de 2018, confirma a “boa qualidade da água” do concelho.

A informação agora divulgada, e remetida pelo Governo dos Açores à Assembleia Legislativa Regional e aquele município terceirense, resulta dos trabalhos de acompanhamento e monitorização pelo LNEC da descontaminação que tem sido realizadas pelos Estados Unidos da América, na sequência daquela que tem sido uma exigência do Governo dos Açores, entre outras, no âmbito da Comissão Bilateral Permanente Portugal – EUA.

O relatório produzido pelo LNEC centra-se nas questões relacionadas com a descontaminação das zonas envolventes à Porta de Armas (Site 3001) e South Tank Farm (Site 5001) e resulta da análise a 109 parâmetros químicos.

O documento constata a diminuição global de concentrações de hidrocarbonetos nos locais identificados como contaminados, não obstante a presença ainda de alguns compostos nos aquíferos suspensos, por exemplo, as concentrações em Tolueno e de PAH (Hidrocarbonetos aromáticos policíclicos).

O LNEC recomenda, entre outras medidas, que os EUA, no site 3001, delineiem “um conjunto de ações que permitam reduzir a concentração de hidrocarbonetos em dissolução na água” e, no site 5001, seja “feita uma reavaliação das causas das oscilações verificadas e dos procedimentos mais adequados para prosseguir a reabilitação do site”.

Outra das conclusões evidenciada está relacionada com a existência de Vanádio nas águas subterrâneas da Terceira, cuja presença está associada à circulação natural profunda da água nas rochas vulcânicas da ilha.

Relativamente à qualidade da água, o relatório confirma a “boa qualidade da água” do concelho, assente no Plano de Controlo de Qualidade da Água (PCQA) e no Plano de Monitorização Especial (PME), da responsabilidade da Câmara Municipal da Praia da Vitória, sustentados em diversas campanhas de amostragem pontual e passiva realizadas nos furos utilizados para abastecimento da população, sendo as concentrações dos 85 hidrocarbonetos analisados inferiores aos limites de quantificação, reforçando, desta forma, os indicadores de qualidade da água destinada ao consumo humano e distribuída no concelho da Praia da Vitória.

Com este procedimento de monitorização regular e de envio do relatório semestral à Assembleia Legislativa Regional dos Açores, o Governo dos Açores dá cumprimento às Resoluções da Assembleia Legislativa n.º 11/2011/A, de 15 de junho, e n.º 20/2015/A, de 12 de junho, reforçando a transparência do processo de monitorização que tem vindo a ser desenvolvido.

+central

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/contaminacao-na-terceira-relatorio-confirma-boa-qualidade-da-agua-na-praia-da-vitoria/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.