Construção do novo ferry da Atlânticoline já recebeu visto prévio do Tribunal de Contas

A construção do novo navio de 41 metros que irá substituir o ferry “Mestre Simão” já tem visto prévio do Tribunal de Contas, informou hoje a Atlânticoline em comunicado.

“Procurou-se otimizar a embarcação para satisfazer as necessidades da operação, designadamente no que se refere ao transporte de viaturas no Triângulo”, refere a empresa, acrescentando que “ainda que tendo características muito semelhantes ao “Gilberto Mariano”, ferry que atualmente serve as ilhas do Triângulo, o novo navio terá 41,2 metros de comprimento, ou seja, mais 120 centímetros que os navios de 40 metros”.

Este acréscimo de 120 centímetros permite ter a capacidade para transportar 333 passageiros e 15 viaturas, duas das quais com peso bruto até 5,5 toneladas, graças ao reforço da rampa RO-RO, em aço, e da zona anterior do cardeck.

A Atlânticoline informa também que o projeto da enfermaria foi revisto por forma a aumentar a capacidade e conforto da mobilidade de doentes, permitindo transportar em simultâneo 3 macas.

“Uma vez o contrato visado pelo Tribunal de Contas, estão reunidas as condições para o início da
construção do navio, mantendo-se, assim, a data prevista pela Atlânticoline para a sua entrada em
funcionamento, que deverá acontecer no último trimestre de 2019”, conclui o comunicado de imprensa.

 

Foto: Direitos Reservados

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/construcao-do-novo-ferry-da-atlanticoline-ja-recebeu-visto-previo-do-tribunal-de-contas/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.