CDS-PP quer conselho regional alargado sobre geopolítica e geoestratégia

O presidente do grupo parlamentar do CDS-PP Açores entende que deve existir um conselho regional de geopolítica e geoestratégia, com uma representação alargada, envolvendo representantes da Assembleia Legislativa Regional, personalidades da sociedade civil e representantes do Governo, para poder ser feita uma reflexão sobre as alterações que vão acontecendo no mundo.

“Os Açores têm ambições, naturalmente, de um bom relacionamento quer com os Estados Unidos da América quer com a Europa. Temos o porto da Praia da Vitória como um ativo geoestratégico importante além da nossa zona económica exclusiva”, afirmou Artur Lima, na sua audição na Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho (CAPAT), no âmbito da apreciação do Projeto de Decreto Legislativo Regional `Cria o Conselho para o Estudo das Potencialidades Geopolíticas e Geoestratégicas dos Açores – G2A´, acrescentando que “temos de fundamentar opinião” sobre estas potencialidades.

No entender do líder popular açoriano, este conselho pode prestar uma especial colaboração, quer ao Governo quer à Assembleia.

Artur Lima indicou como possíveis diligências a efetuar as audições ao Dr. Miguel Monjardino, ao Professor Luís Andrade, a José Lourenço e Américo Natalino Viveiros, diretores dos jornais Diário Insular e Correio dos Açores, e ainda aos jornalistas Aranda e Silva e Armando Mendes.

 

 

 

 

+central

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *