CDS-PP quer combater possível maioria socialista no parlamento dos Açores

Artur LimaO presidente do CDS-PP/Açores, e cabeça de lista pelo círculo eleitoral da Terceira, alertou ontem para o “perigo” dos socialistas conseguirem “a maior maioria de sempre”, podendo alterar os pergaminhos da democracia na Região.

“Tendo dois terços dos deputados no parlamento regional podem alterar qualquer lei, sem consultar qualquer partido da oposição. O regimento, a lei eleitoral, o Estatuto Político-Administrativo… E isso é um perigo para a democracia. É o primeiro passo para o fim da democracia nos Açores e nós não podemos permitir isso”, alertou Artur Lima, na sessão pública de apresentação da lista de candidatos pela Terceira, às eleições regionais de outubro, na Praia da Vitória, que contou com a presença da líder popular nacional, Assunção Cristas.

Referindo-se aos adversários diretos pelo círculo eleitoral da ilha, o líder dos populares açorianos questionou se os dois cabeças de lista — do PS e PSD — “irão assumir os seus lugares como deputados”, criticando a sua total ausência nos outdoors instalados pelos partidos na ilha.

Falando da candidatura do Bloco de Esquerda, Artur Lima acusou-os de pretenderem “acabar com 25% do PIB da Terceira”, apontando as iniciativas do BE para o fim das touradas e a moratória de quatro anos para a saída total dos norte-americanos da Base das Lajes.

“Essa gente não merece um único voto de um único terceirense”, constatou.

Assunção Cristas reivindicou, para o partido, a responsabilidade pela liberalização do espaço aéreo na região e criticou o controlo exagerado da economia regional por parte do Estado.

“Foi pela mão do CDS, num trabalho também muito forte em conjunto com o CDS/Açores, que se conseguiu liberalizar o espaço aéreo e hoje vemos o turismo a aparecer, primeiro numas ilhas, mas depois noutras”, lembrou.

Cristas salientou, igualmente, a necessidade de combater a possibilidade de uma nova maioria absoluta do PS nos Açores, considerando que “uma maioria absoluta quando instalada e bem refastelada não traz nada de bom”.

“Temos que libertar a sociedade dessa maioria absoluta, que se torna tantas vezes asfixiante”, frisou a líder nacional do CDS-PP.

 

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/cds-pp-quer-combater-possivel-maioria-socialista-no-parlamento-dos-acores/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.