CDS e BE querem explicações no Parlamento sobre recuperação do tempo de serviço dos professores nos Açores

Os grupos parlamentares do CDS-PP e do Bloco de Esquerda querem o secretário regional da Educação e Cultura no Parlamento dos Açores para explicar qual será a atuação do executivo açoriano no que concerne à recuperação do tempo de serviço dos professores na Região.

O CDS-PP e o BE entendem que as recentes declarações de Avelino Meneses de que “não está disponível para negociar, queixem-se no tribunal” envergonham o Governo regional.

Para os populares açorianos, as recentes e contínuas manifestações de protesto dos professores que decorrem a nível nacional, e também na Região Autónoma dos Açores, não podem ficar sem um esclarecimento.

Os bloquistas regionais consideram que se vive na Região ” a lei da selva”.

Zuraida Soares dá o exemplo dos conselhos de turma, responsáveis pela avaliação dos alunos, que “são constituídos por cerca de 10 a 12 professores, mas estão a funcionar, por ordem expressa e ilegítima do secretário regional da Educação, com apenas 4 ou 5 professores”, o que considera “ilegal e anti-pedagógico”.

A dirigente do BE/Açores recorda que, em abril deste ano, levou ao Parlamento uma proposta para que fosse contabilizado todo o tempo de serviço dos professores para efeitos de progressão na carreira, e recomendava ao Governo que iniciasse o processo de negociação com os sindicatos dos professores para definir o modo e o prazo para a reposição deste tempo de serviço e recuperação dos salários congelados.

“A proposta foi entregue com pedido de urgência, para que pudesse ser votado de imediato. No entanto, como o PS chumbou o pedido de urgência, esta proposta ainda não foi a plenário”, lembra a deputada regional.

 

 

Foto: JEdgardo Vieira

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/cds-e-be-querem-explicacoes-no-parlamento-sobre-recuperacao-do-tempo-de-servico-dos-professores-nos-acores/

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.