Candidatos do PSD são “oportunidade de uma verdadeira alternativa” para a Terceira

VenturaO presidente da Comissão Política de Ilha (CPI) do PSD na Terceira entende que a lista de candidatos apresentada é uma “oportunidade dada aos terceirenses para uma verdadeira alternativa”.

“Estes 15 elementos são uma nova oportunidade que é dada aos terceirenses para uma verdadeira alternativa”, afirmou António Ventura, na apresentação da lista de candidatos às eleições legislativas de outubro, pelo círculo eleitoral da Terceira.

Referindo-se à cabeça de lista, a médica Mónica Seidi, o social democrata considera que “representa uma nova geração do PSD”.

“Uma pessoa com provas dadas, com um caminho profissional de esforço e que está aqui única e exclusivamente porque gosta da sua terra e quer dar o seu contributo para a Terceira. É só isso que a faz estar aqui”, disse, salientando que “é de gente desta que a Terceira precisa no Parlamento Regional”.

Olhando para a atual situação da ilha, António Ventura constata que “após 20 anos de governação do PS, a conclusão é obvia, a Terceira estagnou, não se desenvolve, porque as políticas do Governo Regional existem para manter o poder e não para o bem das pessoas”.

“Os recentes números do RSI, provam que este governo fabrica dependentes e pobres. Eles querem mesmo que os comerciantes estejam de mão estendida, que os agricultores peçam mais apoios, que os pescadores não tenham peixe para pescar e que os jovens os procurem para pedir emprego”, afirmou.

No entender do dirigente, os socialistas têm “a profunda vontade de controlar a sociedade. Querem que a sociedade seja dependente, por isso criam as `máscaras de emprego´ e falam em milhões que ninguém os vê”.

“Nós não estamos condenados a isto, temos alternativa. O PSD é uma alternativa, porque tem ideias, tem projetos e tem pessoas capazes”, realçou.

Para o, também, deputado na República, a Terceira está com o estatuto de “Ilha invisível”, porque “as suas potencialidades não são aproveitadas a nível regional, nacional e internacional”.

“Na ciência, cultura, no património, no turismo, nos transportes e nos acordos mundiais do comércio, tanto que poderíamos fazer e tanto que temos para oferecer”, referiu, lamentando que, “em contra mão a esta realidade”, o discurso do PS é “mais uma vez fazer de conta que está tudo bem e é criar a ilusão que agora é que vai ser”.

“Quantas vezes já ouvimos “agora é que vai ser” e fica tudo na mesma. Querem com isso, passar a ideia que não estiveram a governar estes últimos 20 anos”, acrescentou.

Tendo em conta todas estas situações, António Ventura questionou se os terceirenses “vão continuar a dar esta dimensão ao PS para voltarem a ser desprezados?”

“Acabaram-se as desculpas. Agora é tempo de mudar. Agora é tempo de darmos razão ao nome que temos: somos ou não `Os Bravos´? Os bravos da Terceira”, questionou, considerando que “por isso só há uma opção no dia 16 de outubro é votar para mudar é votar no PSD”.

 

 

 

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/candidatos-do-psd-sao-oportunidade-de-uma-verdadeira-alternativa-para-a-terceira/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.