BE quer conhecer conclusões do estudo sobre a acumulação de algas no porto da Madalena

O grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), na Assembleia Legislativa dos Açores, solicitou ontem ao Governo Regional cópia  do estudo científico relativo à hidrodinâmica do local afetado pela acumulação de algas no Porto Velho, na Madalena do Pico.

Em requerimento, o BE recorda que, em virtude da acumulação de algas no Porto Velho, no último trimestre de 2015 e durante grande parte do ano de 2016, e da sua consequente putrefação, Diversas entidades, comerciantes locais e população em geral,  devido ao mal‐estar  causado, reclamaram da situação que persistia, pedindo respostas oficiais acerca do problema causador
de situações constrangedoras e inibidoras de rotinas quotidianas.

Zuraida Soares e Paulo Mendes salientam que apesar das ações de limpeza das algas acumuladas, concertadas entre a autarquia  da Madalena, a empresa pública Portos dos Açores, os serviços Florestais e de Desenvolvimento Agrário e a delegação de ilha do da secretaria regional do Turismo e Transportes, a situação não ficou resolvida, tendo sido recorrente episódios de acumulação de algas no mesmo local.

“Devido à necessidade de evidências que comprovassem que a situação não acarretava perigo para a saúde pública, por proposta  do  Bloco de Esquerda/Açores, foi aprovado por unanimidade que fosse encomendado, à Universidade dos Açores, um estudo sobre a hidrodinâmica do local afetado pela acumulação das algas, com o intuito de prevenir a ocorrência de situações semelhantes”, pode ler-se no documento.

Assim, e em defesa do bem‐estar ambiental e consequente saúde pública, o BE quer saber quais foram as conclusões do estudo encomendado à Universidade dos Açores.

 

Requerimento: Estudo relativo à acumulação de algas na vila da Madalena do Pico

 

 

Foto: Direitos Reservados

+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/be-quer-conhecer-conclusoes-do-estudo-sobre-a-acumulacao-de-algas-no-porto-da-madalena/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.