BE denuncia: das 762 vagas anunciadas na administração pública 333 correspondem a contratos a prazo

O Bloco de Esquerda/Açores denunciou hoje que quase metade das vagas para a administração pública anunciadas a semana passada pelo vice-presidente do Governo regional correspondem a emprego precário, concretizando que “das 762 vagas anunciadas, 333 correspondem a contratos a prazo”.

Em comunicado, os bloquistas açorianos referem que “com o objetivo de marcar a agenda mediática a todo o custo”, Sérgio Ávila anunciou a abertura de 762 vagas para a administração pública regional, mas “esqueceu-se” de referir que 44% destas vagas “são para contratos temporários”.

“Em setembro de 2017, foram integrados nos quadros da administração pública 75 trabalhadores que tinham contratos precários com a Região, e que viram, assim, respeitados os seus direitos através da celebração de contratos efetivos. Apenas seis meses depois, o Governo regional mostra que, afinal, vai continuar a promover e incentivar a precariedade laboral”, constatam.

O BE/Açores adianta, ainda, que, das 762 vagas anunciadas, 118 já se encontram preenchidas.

 

 

 

 

GI BE/+central

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.