BE confronta Governo da República com situação do aeroporto da Horta

heitor BEO Bloco de Esquerda (BE) questionou ontem o Governo da República sobre a disponibilidade em fazer com que a ANA/Vinci aumente a pista do aeroporto da Horta, já a partir de 2017, por forma a garantir o cumprimento das normas internacionais de aviação e evitar que a ilha fique sem ligação direta ao exterior do arquipélago.

“Está o governo disponível para fazer valer o interesse público na prestação do serviço público de transporte e convocar a ANA/Vinci para realizar os investimentos exigíveis no aeroporto da Horta a partir de 2017, a fim de dotar esta infraestrutura aeroportuária das condições necessárias para cumprir as normas da Organização da Aviação Civil Internacional e a poder satisfazer a procura crescente de transporte aéreo”, pode ler-se numa pergunta entregue no parlamento nacional, pelo deputado bloquista Heitor de Sousa, cumprindo um compromisso assumido por Catarina Martins no Faial, no sábado passado.

No entender do BE, se nada for feito, e tendo em conta a alteração do tráfego em curso, tanto por via do aumento constante que se tem verificado como pela anunciada atualização da frota da SATA, “a ilha do Faial ficará sem voos diretos para fora da Região Autónoma dos Açores” e o aeroporto “servirá apenas voos interilhas”, com prejuízo da mobilidade dos habitantes e de toda a economia.

“A melhoria da pista do Aeroporto, para que este cumpra a legislação nacional e europeia, bem como os standards obrigatórios do ICAO, é uma responsabilidade da concessionária do aeroporto que poderá candidatar-se a apoio de fundos europeus. No entanto, e tanto quanto sabemos, os investimentos necessários para colocar o aeroporto da Horta ao nível das normas da ICAO não foram desbloqueados. Para a ANA, o aeroporto da Horta não tem constado pura e simplesmente do programa de investimentos da empresa desde há vários anos, situação essa que, com a decisão do anterior governo PSD/CDS de privatizar a ANA, em 2013, nas mãos do grupo Vinci, se agravou em termos de iniquidade relativa, face aos restantes aeroportos”, referem.

O grupo parlamentar do BE na Assembleia da República quer saber ainda se o Governo da República “reconhece que a realização de investimentos de modernização e de aumento da capacidade configuram uma necessidade urgente para um adequado funcionamento do aeroporto da Horta no contexto dos aeroportos nacionais que integram a ANA”.

 

 

 

 

Foto: AR TV

GI BE/+central

 

Link permanente para este artigo: http://maiscentral.com.pt/be-confronta-governo-da-republica-com-situacao-do-aeroporto-da-horta/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.